Audi e BMW avaliam opções após Mercedes deixar o DTM

No entanto, rival considera que chegada da empresa de Stuttgart à Fórmula E reforça a importância da categoria de carros elétricos

Audi e BMW deram suas primeiras respostas ao surpreendente anúncio de que a Mercedes deixará o DTM após a temporada de 2018.

Na segunda-feira (24), a empresa de Stuttgart anunciou que sairá da categoria alemã ao fim da próxima temporada para se comprometer ao projeto na Fórmula E a partir do campeonato de 2019/2020.

Portanto, em 2019, a Mercedes deixará de participar do DTM pela primeira vez desde 1987, sendo que Audi e BMW ficam como as duas fabricantes restantes.

A última vez que o DTM teve apenas duas montadoras foi em 2011, antes da entrada da BMW, quando Audi e Mercedes permaneceram no período após a saída da Opel, em 2006.

Tanto Audi quanto BMW disseram que iriam considerar suas opções após a saída repentina da Mercedes, embora a Audi tenha reiterado que as competições de turismo sejam “vitais” em seu programa no automobilismo.

“Lamentamos a decisão da Mercedes-Benz em sair do DTM após a temporada de 2018”, disse o chefe da Audi no automobilismo, Dieter Gass.

“As consequências para a Audi e a categoria não estão claras no momento. Para a Audi, fazer parte de uma categoria de turismo de ponta internacional é parte vital para sua estratégia.”

“Agora temos de analisar essa nova situação com todos os envolvidos para poder encontrar uma solução ou possíveis alternativas ao DTM.”

O chefe de automobilismo da BMW, Jens Marquardt, disse: “É com grande tristeza que ficamos sabendo da saída da Mercedes após o fim da temporada de 2018 do DTM. Agora precisamos avaliar essa nova situação.”

Entrada da Mercedes mostra a importância da Fórmula E

Mesmo tendo lamentado a saída da Mercedes do DTM, a Audi acrescentou que a chegada da rival na Fórmula E reforça o crescimento da categoria elétrica.

A Audi anunciou no começo do mês que irá assumir o controle da equipe Abt na quarta temporada da Fórmula E, enquanto que a BMW terá uma equipe de fábrica a partir da quinta temporada.

“Nós damos boas-vindas à Mercedes na Fórmula E. Isso mostra a importância da categoria elétrica, agora que as três maiores fabricantes alemãs se comprometeram a correr por lá”, disse Gass.

Reportagem adicional de Stefan Ehlen

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias DTM , Fórmula E
Tipo de artigo Últimas notícias