Debaixo de chuva, Ekström vence segunda corrida do DTM na Áustria

Sueco resistiu aos ataques de Gary Paffett e, com o triunfo, assumiu a liderança do campeonato; Augusto Farfus não foi bem e terminou em 21º

Mattias Ekström não se abalou com o mau tempo que insistia em permanecer sobre o Red Bull Ring e venceu a segunda corrida do DTM na Áustria, realizada neste domingo (2). O sueco resistiu à pressão de Gary Paffett e caminhou seguro para o triunfo em Spielberg.

Com 15 minutos de atraso, a largada foi dada. Assim como na Fórmula 3 Europeia, a prova começou em regime de Safety Car por causa do mau tempo que atingia a região do autódromo – mesmo com os carros andando em um ritmo mais lento, a visibilidade era muito baixa. Ekström liderava o comboio, seguido por Mike Rockenfeller, Paffett e Pascal Wehrlein. Augusto Farfus vinha em 23º.

Na abertura da sexta volta, a bandeira verde foi acionada. Os pilotos foram cautelosos e as primeiras posições se mantiveram as mesmas, com o sueco na ponta e abrindo boa vantagem, enquanto Rockenfeller era pressionado por Paffett. Alguns pilotos que vinham no pelotão do fundo, incluindo Farfus, fizeram o pit stop obrigatório na oitava volta. Wehrlein não começou bem a prova e caiu para sétimo.

No final da nona volta, Paffett superou Rockenfeller e assumiu a segunda posição. Enquanto isso, Paul Di Resta, que vinha em 15º, fazia uma excursão pela caixa de brita. Na briga pela liderança, o britânico tentava andar rápido para reduzir a diferença em relação ao sueco, que respondia aumentando o ritmo. Wehrlein continuava sofrendo com a pista molhada e também foi passear pela brita, caindo para o nono posto.

Passada a metade da prova, o top-5 era formado por Ekström, Paffett, Rockenfeller, Mortara e Robert Wickens. Farfus seguia na 23ª posição. A chuva, então, voltou a apertar e as saídas de pista aumentaram na mesma proporção. Na 19ª volta, o britânico da Mercedes fez o pit stop, voltando no meio do tráfego. O líder parou na volta seguinte, assim como Mortara. Ekström manteve a posição, enquanto o italiano ganhou a posição de Rockenfeller e voltou colado em Paffett.

E as saídas de pista continuavam. O protagonista da vez foi Mortara, que tentava se aproximar de Paffett e perdeu o ponto de freada no final da reta oposta. No retorno dos pits, o ritmo do piloto da Mercedes continuava superior ao do líder da prova e a diferença caía. Faltando oito minutos para o fim da prova, a vantagem do piloto da Audi estava na casa de 2.2s.

Na última volta, Timo Scheider tocou em Robert Wickens, que saiu da pista e levou Wehrlein junto – os dois pilotos da Mercedes ficaram pelo caminho. Na frente, Ekström conseguiu responder aos ataques de Paffett, aumentou o ritmo e caminhou para a vitória. Paffett foi o segundo, Mortara o terceiro, Rockenfeller o quarto e Nico Muller fechou o top-5. Scheider, Lucas Auer, Maximilian Götz, Christian Vietoris e Di Resta completaram a zona de pontuação. Farfus, com desempenho discreto, terminou a prova em 19º.

Com a vitória, Ekström assumiu a liderança do campeonato, com 111 pontos, seguido por Mortara, com 98, e Wehrlein, que estacionou nos 94. Jamie Green, que chegara à Áustria como líder da tabela, saiu zerado e na quarta posição, com 81 pontos.

A próxima etapa do DTM acontece entre os dias 28 e 30 de agosto, em Moscou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias DTM
Evento Spielberg
Sub-evento Domingo
Pista Red Bull Ring
Pilotos Mattias Ekström , Augusto Farfus , Gary Paffett , Mike Rockenfeller , Edoardo Mortara
Tipo de artigo Relato da corrida