Glock critica Mercedes por "fazer fãs de bobo"

Timo Glock, da BMW, usou palavras fortes contra a Mercedes após ordens de equipe na corrida de domingo da DTM, em Nurburgring

A Mercedes fez Maximilian GötzDaniel Juncadella diminuírem consideravelmente o ritmo para que o líder do campeonato, Pascal Wehrlein, pudesse alcançá-los. O ex-piloto da Toyota de F1, Timo Glock, disse que as "táticas da Mercedes não são certas".

"Estão enganando os fãs nas arquibancadas. Isso não é corrida limpa. Você não precisa fazer isso. Você não quer ganhar um campeonato assim. A Mercedes merece ser criticada por isso. Eles podem vencer o campeonato, mas não de uma maneira limpa", disse Glock.

E foi mais longe ainda com uma comparação curiosa: "é como no Tour de France (ciclismo) quando as pessoas usam drogas para ganhar".

A BMW, em contrapartida, tem uma filosofia diferente, de acordo com Glock:

"Nós não fazemos uma coisa como essa, como eu mostrei quando ganhei em Oschersleben, na frente de Bruno Spengler. Ou quando Maxime Martin ganhou a primeira corrida na frente de Bruno."

Wehrlein agora tem uma liderança de 37 pontos à frente de Edoardo Mortara. O campeonato será decidido na final em Hockenheim, com 50 pontos ainda em jogo.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias DTM
Evento Nürburgring
Pista Nürburgring
Pilotos Timo Glock
Tipo de artigo Últimas notícias