Mercedes pede punição para Audi após mensagem de rádio polêmica

compartilhar
comentários
Mercedes pede punição para Audi após mensagem de rádio polêmica
Charles Bradley
Por: Charles Bradley
Traduzido por: Gabriel Carvalho
2 de ago de 2015 17:23

Ulrich Fritz, chefe da Mercedes no DTM pede penalização para Audi por mensagem para Timo Scheider com ordem para tirar Pascal Wehrlein da prova

Pascal Wehrlein, HWA AG Mercedes-AMG C63 DTM
Timo Scheider, Audi Sport Team Phoenix Audi RS 5 DTM
Robert Wickens, HWA AG Mercedes-AMG C63 DTM
Pascal Wehrlein, HWA AG Mercedes-AMG C63 DTM
Timo Scheider, Audi Sport Team Phoenix Audi RS 5 DTM
94 Pascal Wehrlein, HWA AG Mercedes-AMG C63 DTM
Timo Scheider, Audi Sport Team Phoenix, Audi RS 5 DTM
Robert Wickens, Mercedes AMG DTM-Team HWA DTM Mercedes AMG C-Coupe
Robert Wickens, Mercedes AMG DTM-Team HWA DTM Mercedes AMG C-Coupe

O chefe da Mercedes no DTM, Ulrich Fritz, pediu punição para a Audi pelo toque de Timo Scheider em Robert Wickens e Pascal Wehrlein, que acabaram parando na brita e abandonando a prova na última volta da corrida deste domingo (2), vencida por Mattias Ekström, também da fabricante de Ingolstadt, que assumiu a liderança do certame.

A polêmica maior gira em torno de uma mensagem que Scheider recebeu pelo rádio, que dizia, em alemão, "schieb ihn raus" – em português, “coloque-o para fora”.

 

"Foi decepcionante para nós ver dois de nossos carros, que vinham bem, serem simplesmente tirados da prova. O que estávamos vendo entre os três era uma disputa dura, porem justa, mas o que aconteceu depois não foi justo. Claramente foi um toque proposital, disse Fritz.

"Todos nós ouvimos a mensagem de alguém da Audi, pelo rádio, dizendo a Timo para colocar o cara que estava na frente dele para fora. Não é o que queremos ver no DTM, estamos muito decepcionados”, completou.

Resposta da Audi

Já o chefe da Audi, Wolfgang Ullrich, alegou que tudo começou com Wickens, que teria bloqueado Scheider para que Wehrlein – que até o início da prova de domingo era o líder do campeonato – pudesse superar os dois.

"Esta situação certamente não é agradável, pois ficou bem claro o que eles queriam fazer com Timo. Eu não estou contente com o que aconteceu. Às vezes temos disputas duras (entre marcas rivais) e acabamos discutindo algumas vezes. Quando acontece, devemos nos certificar de que isso não vai se repetir no futuro”, ponderou.

Quando questionado sobre quem deu a instrução de rádio, Ullrich disse: "Eu não tenho acesso direto aos pilotos, somente com os chefes das equipes. Por isso não eu não poderia ter passado essa mensagem”, encerrou.

A próxima etapa do DTM acontece entre os dias 28 e 30 de agosto, em Moscou.

Próxima DTM matéria
Debaixo de chuva, Ekström vence segunda corrida do DTM na Áustria

Previous article

Debaixo de chuva, Ekström vence segunda corrida do DTM na Áustria

Next article

Scheider é desclassificado de segunda prova na Áustria

Scheider é desclassificado de segunda prova na Áustria
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria DTM
Evento Spielberg
Localização Red Bull Ring
Pilotos Timo Scheider , Robert Wickens , Pascal Wehrlein
Autor Charles Bradley
Tipo de matéria Últimas notícias