Wehrlein supera Wittmann no final e vence em Moscou

Quatro semanas após polêmica com Timo Scheider em Spielberg, piloto da Mercedes vence primeira corrida do final de semana na Rússia; brasileiro Augusto Farfus termina em 15º

Pascal Wehrlein pode aplicar para si a máxima de “nada como um dia após o outro” – ou uma corrida após a outra, no caso. O piloto da Mercedes, tirado de maneira polêmica por Timo Scheider da segunda prova da Áustria, no início do mês, venceu a corrida de abertura da rodada dupla em Moscou, realizada neste sábado (29).

Para alcançar o triunfo, Wehrlein superou o pole Marco Wittmann faltando quarto minutos para o fim do tempo regulamentar de prova – que teve praticamente os primeiros quinze minutos sob regime de Safety Car após o acidente envolvendo Miguel Molina e Christian Vietoris ainda na primeira volta.

Na relargada, Wittmann manteve a ponta, seguido de perto por Wehrlein. A briga entre os dois foi interrompida por mais um acidente, desta vez envolvendo Timo Glock e o então líder do campeonato, Mattias Ekström.

Na disputa pelo quarto lugar, o sueco tentou a manobra sobre Glock na curva sete, mas os dois acabaram se tocando e foram parar na caixa de brita, abandonando a prova. Mais três voltas sob Safety Car e a corrida foi reiniciada, faltando 15 minutos para o final.

Wehrlein, então, partiu definitivamente para o ataque sobre Wittmann Após algumas tentativas bem defendidas pelo piloto da BMW, o representante da Mercedes conseguiu executar a manobra sobre o compatriota a quatro minutos do final e abriu vantagem confortável para não ser incomodado até cruzar a linha de chegada e conquistar a terceira vitória da carreira no DTM

Wittmann conseguiu se manter em segundo depois de resistir aos ataques de Jamie Green, que acabou perdendo o terceiro posto na última curva da volta final para Bruno Spengler. Daniel Juncadella completou o top-5 e alcançou o melhor resultado dele no ano.

Edoardo Mortara, Gary Paffett, Tom Blomqvist Nico Müller e Mike Rockenfeller fecharam a zona de pontuação. Augusto Farfus foi apenas o 15º e Antonio Giovinazzi, estreando no DTM ao substituir Scheider, suspenso, completou a prova em 19º.

Com os resultados da primeira corrida em Moscou, Wehrlein reassumiu a liderança do campeonato, com 119 pontos. Zerado na prova deste sábado, Ekström permanece com 111, agora em segundo. Mortara é o terceiro, com 106.

A segunda corrida da rodada dupla em Moscou acontece neste domingo, a partir das 10h30 (de Brasília).

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias DTM
Evento Moscou
Pista Moscow Raceway
Pilotos Bruno Spengler , Augusto Farfus , Marco Wittmann , Pascal Wehrlein
Tipo de artigo Relato da corrida