Wehrlein supera Wittmann no final e vence em Moscou

compartilhar
comentários
Wehrlein supera Wittmann no final e vence em Moscou
Gabriel Carvalho
Por: Gabriel Carvalho
29 de ago de 2015 16:51

Quatro semanas após polêmica com Timo Scheider em Spielberg, piloto da Mercedes vence primeira corrida do final de semana na Rússia; brasileiro Augusto Farfus termina em 15º

Marco Wittmann, BMW Team RMG BMW M4 DTM
Marco Wittmann, BMW Team RMG BMW M4 DTM
Augusto Farfus, BMW Team RBM BMW M34 DTM
Bruno Spengler, BMW Team MTEK BMW M4 DTM
94 Pascal Wehrlein, HWA AG Mercedes-AMG C63 DTM
Mattias Ekström, Audi Sport Team Abt Sportsline, Audi A5 DTM
Antonio Felix da Costa, BMW Team Schnitzer BMW M4 DTM
Antonio Giovinazzi, Audi Sport Team Phoenix Audi RS 5 DTM
Antonio Giovinazzi, Audi Sport Team Phoenix Audi RS 5 DTM

Pascal Wehrlein pode aplicar para si a máxima de “nada como um dia após o outro” – ou uma corrida após a outra, no caso. O piloto da Mercedes, tirado de maneira polêmica por Timo Scheider da segunda prova da Áustria, no início do mês, venceu a corrida de abertura da rodada dupla em Moscou, realizada neste sábado (29).

Para alcançar o triunfo, Wehrlein superou o pole Marco Wittmann faltando quarto minutos para o fim do tempo regulamentar de prova – que teve praticamente os primeiros quinze minutos sob regime de Safety Car após o acidente envolvendo Miguel Molina e Christian Vietoris ainda na primeira volta.

Na relargada, Wittmann manteve a ponta, seguido de perto por Wehrlein. A briga entre os dois foi interrompida por mais um acidente, desta vez envolvendo Timo Glock e o então líder do campeonato, Mattias Ekström.

Na disputa pelo quarto lugar, o sueco tentou a manobra sobre Glock na curva sete, mas os dois acabaram se tocando e foram parar na caixa de brita, abandonando a prova. Mais três voltas sob Safety Car e a corrida foi reiniciada, faltando 15 minutos para o final.

Wehrlein, então, partiu definitivamente para o ataque sobre Wittmann Após algumas tentativas bem defendidas pelo piloto da BMW, o representante da Mercedes conseguiu executar a manobra sobre o compatriota a quatro minutos do final e abriu vantagem confortável para não ser incomodado até cruzar a linha de chegada e conquistar a terceira vitória da carreira no DTM

Wittmann conseguiu se manter em segundo depois de resistir aos ataques de Jamie Green, que acabou perdendo o terceiro posto na última curva da volta final para Bruno Spengler. Daniel Juncadella completou o top-5 e alcançou o melhor resultado dele no ano.

Edoardo Mortara, Gary Paffett, Tom Blomqvist Nico Müller e Mike Rockenfeller fecharam a zona de pontuação. Augusto Farfus foi apenas o 15º e Antonio Giovinazzi, estreando no DTM ao substituir Scheider, suspenso, completou a prova em 19º.

Com os resultados da primeira corrida em Moscou, Wehrlein reassumiu a liderança do campeonato, com 119 pontos. Zerado na prova deste sábado, Ekström permanece com 111, agora em segundo. Mortara é o terceiro, com 106.

A segunda corrida da rodada dupla em Moscou acontece neste domingo, a partir das 10h30 (de Brasília).

Próxima DTM matéria
Rússia impede entrada e destrói alimentos da BMW

Previous article

Rússia impede entrada e destrói alimentos da BMW

Next article

Rockenfeller vence corrida 2 em Moscou; Ekström reassume liderança

Rockenfeller vence corrida 2 em Moscou; Ekström reassume liderança
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria DTM
Evento Moscou
Localização Moscow Raceway
Pilotos Bruno Spengler , Augusto Farfus , Marco Wittmann , Pascal Wehrlein
Autor Gabriel Carvalho
Tipo de matéria Relato da corrida