Pietro Fittipaldi: Disputando com as grandes estrelas da Fórmula 3

Com 19 anos de idade, Pietro Fittipaldi está se tornando um os melhores pilotos de F3 do mundo - como seu avô, Emerson, fez em 1969. Em sua primeira coluna para o Motorsport.com, ele fala sobre a dificuldade do campeonato

A Fórmula 3 é um dos campeonatos mais competitivos de formação de pilotos do mundo, e eu acredito que neste ano temos visto isso mais uma vez.

Estou competindo nesta temporada com a Fortec Motorsports no meu Dallara-Mercedes, e houveram muitas sessões de classificação neste ano em que a diferença entre o quinto e o 15º no grid foi de apenas um décimo e meio. Isso realmente é o que faz com que o campeonato seja tão competitivo.

Você precisa pilotar a 100% o tempo todo. Não há espaço para dirigir abaixo do limite. Você tem de estar no limite o tempo todo, porque no final das contas o pouco que você deixou de colocar em uma volta poderia te deixar dez posições acima no grid.

A meta para mim neste ano era estar consistentemente no top-10 e no meio da temporada estar conseguindo top-5 de forma consistente. Tudo estava indo como planejava, no top-10 na primeira etapa em Silverstone.

Revés após mão quebrada

Infelizmente, depois de me classificar em 11º para a primeira corrida em Pau, bati e quebrei minha mão na segunda sessão de treinos. Eu estava confiante de que íamos conseguir o top-10 em Pau, mas esse é o automobilismo. Você sempre vai estar propenso a lesões.

De qualquer forma, o foco depois que descobri que havia quebrado a minha mão foi curá-la o mais rápido possível para correr em Monza – apenas duas semanas depois. Com a ajuda de vários médicos, fomos capazes de evitar uma cirurgia e eles me deixaram correr com uma luva especial que foi moldada no meu volante.

Em Monza, tivemos outro fim de semana forte, terminando entre os sete primeiros e ficando no top-5 em todas as corridas. Também foi a minha primeira vez no pódio dos novatos, e tive o prazer de ter o meu avô comigo para celebrar o meu primeiro pódio F3.

Seguindo em frente, a próxima corrida era Spa. Nós nos classificamos em quarto lugar na primeira classificação e em sexto na segunda, e conseguimos terminar o fim de semana com dois top-10. Neste ponto, estava muito feliz com o nosso progresso.

Depois de Spa tivemos três fins de semana de corrida e eles foram muito difíceis. Agora temos três finais de semana de corridas restando no campeonato e estamos trabalhando muito duro para voltar para a posição onde deveríamos estar.

Estou ansioso para terminar a temporada bem.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias F3 Europe
Pilotos Pietro Fittipaldi
Equipes Fortec Motorsports
Tipo de artigo Conteúdo especial