Sette Câmara quer melhorar posições de largada na F3

Brasileiro atribuiu mau início de campeonato a envolvimentos em acidentes no início das provas em meio de pelotão

O início da F3 europeia não foi como esperado para Sergio Camara. Na etapa de abertura em Paul Ricard, na França, sua melhor posição de chegada foi a quinta colocação na segunda bateria, ocorrida ainda no sábado. Na corrida de abertura, o piloto mineiro terminou em 16° e no fechamento da rodada, apenas o 19°. Nessas duas, ele acabou se envolvendo em acidentes logo após a largada.

Sérgio atribuiu o rendimento insatisfatório à posição de largada, sempre tendo que conviver com o meio do pelotão.

"Infelizmente não conseguimos fazer uma boa classificação", disse ao Motorsport.com. "Tivemos que sair mais atrás nas corridas 2 e 3. Na primeira corrida me envolvi em um acidente na largada e isso comprometeu o carro e não conseguimos ir para frente."

"Na segunda corrida conseguimos fazer uma bela largada, fomos para a sexta posição, lutamos por algumas posições e chegamos em quinto. Na última houve uma batida novamente."

Durante a sexta-feira, Sérgio fez os treinos que definiram o grid. Na primeira bateria ele saiu da sétima posição e das outras duas corridas, da décima.

"Faltou um pouquinho de consistência. Acho que se consertarmos o quali, tudo vai ficar melhor, porque saindo de trás complica um pouco."

"O grande segredo é largar o mais à frente possível. O grid está com muitos novatos e a tensão da largada acaba gerando acidentes. Fui vítima em dois casos e na corrida que consegui andar bem, pude mostrar meu potencial e terminar em quinto."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias F3 Europe
Pilotos Sergio Camara
Tipo de artigo Últimas notícias