17°, Senna tem corrida atribulada, com punição e problemas

Brasileiro se chocou com Schumacher e recebeu um drive-through; em seguida, perdeu a quarta marcha: "não foi um dia bom"

Senna: toque com Schumacher e câmbio arruinaram a corrida (Miguel Costa Jr.)
Largando da nona posição neste domingo em Interlagos, Bruno Senna tinha a esperança de fazer uma boa prova. No entanto, a expectativa foi por água abaixo após dois episódios capitais.
 
O primeiro foi um toque em uma disputa com Michael Schumacher pela nona posição, o que rendeu um furo de pneu para o piloto da Mercedes e um drive-through para o brasileiro. 
 
Depois, um problema sério na quarta marcha fez com que Senna não conseguisse andar em um bom ritmo, terminando a prova em 17°, com duas voltas de desvantagem, e encerrando a temporada com dois pontos conquistados, em 18°.
 
"Fiz a corrida inteira sem a quarta marcha. Como essa pista tem muita subida e muitas curvas em quarta marcha que não conseguia fazer, não foi um dia bom. Fica na memória o qualifying e vamos ver o ano que vem", analisa Senna, que considerou a tomada de tempos como o ponto alto do fim de semana.
 
Sem saber como será sua próxima temporada, Senna fez um balanço das poucas provas que disputou: "A temporada foi boa. Deu para fazer muita coisa em condições difíceis. Algumas provas deram certo, outras não, mas todas trouxeram esperanças e isso é que conta."
 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Pilotos Bruno Senna
Tipo de artigo Últimas notícias