25 anos: Confira 20 fatos do GP épico de Senna em Donington

compartilhar
comentários
25 anos: Confira 20 fatos do GP épico de Senna em Donington
Por: Gabriel Lima
11 de abr de 2018 13:40

Sem carro mais eficiente, piloto brasileiro realizou uma das atuações de sua vida no único GP realizado em Donington na história, mas você lembra bem desta corrida?

Galeria
Lista

1.

1.
1/20

Foto de: LAT Images

Senna saiu em quarto após ficar a 1s619 da pole position após os treinos de classificação. Na largada, ele ainda perdeu um lugar para Karl Wendlinger, antes de fazer história.

2.

2.
2/20

Foto de: LAT Images

Senna passou Michael Schumacher (3º no grid) antes da Red Gate (primeira curva) e mergulhou para cima de Wendlinger por fora na seção das Craner Curves da pista de Donington Park.

3.

3.
3/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

Três curvas depois, ele superou o quase estreante Damon Hill – piloto que havia realizado apenas 4 GPs até aquele dia e foi contratado pela Williams exatamente pelo veto de Prost a Senna.

4.

4.
4/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

Enquanto isso, Wendlinger foi tirado da corrida por Michael Andretti, companheiro de Senna na McLaren, na mesma curva. O norte-americano começava mal na F1, abandonando suas primeiras três provas. Ele fez apenas 13 das 16 corridas de 1993, antes de ser sacado pela McLaren. Ainda assim, ele voltou para os EUA com um trofeuzinho, após um 3º na Itália – sua última prova.

5.

5.
5/20

Foto de: LAT Images

Mas a corrida de Senna pela vitória não havia terminado. Ele chegou em Alain Prost no primeiro dos dois hairpins que fechavam a volta. Surpreendido, o francês teve que ceder o primeiro lugar da corrida que, no seco, deveria vencer.

6.

6.
6/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

O azar de Prost não acabou ali. Após a pista secar no início da prova, voltou a chover em Donington, e ele e Hill foram aos pits trocar de pneus. Senna ficou na pista, e a decisão foi a mais acertada. Quando voltou aos boxes para tirar os pneus de chuva, Prost deixou seu motor morrer e perdeu uma volta para o rival brasileiro.

7.

7.
7/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

Prost realizou nada menos que sete pit stops na corrida.

8.

8.
8/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

Senna registrou a volta mais rápida da prova de maneira inusitada: na volta 57, ele entrou nos boxes e saiu sem parar. Ninguém entendeu nada. Sem limite de velocidade na época, os pilotos não eram obrigados a reduzir, e aquela foi a volta mais veloz do GP. O motivo se deu pelo fato de o brasileiro ter entendido que, pelo fato de a última curva ser depois da entrada do pit, seria mais rápido passar pelo box do que pela pista.

9.

9.
9/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

Foi a última das 19 voltas mais rápidas conquistadas por Senna na carreira.

10.

10.
10/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

Senna liderou 72 das 76 voltas da prova. As outras quatro foram lideradas por Prost.

11.

11.
11/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

Apenas 10 dos 26 carros completaram a prova. Entre os abandonos esteve o piloto que mais tarde seria considerado dos maiores pilotos em pista molhada da história, Michael Schumacher.

12.

12.
12/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

Senna era líder do campeonato ali. Apesar de perder a ponta do campeonato para Prost após o GP da Espanha, ele a recuperaria em Mônaco, mas perderia novamente após a prova do Canadá, quando abandonou. O francês iniciaria ali sua arrancada pelo mundial daquele ano.

13.

13.
13/20

Foto de: Tom Haapanen

Assim como Senna, Rubens Barrichello viveu grande dia em Donington. Na verdade, sua primeira volta foi até melhor que a de Senna. O piloto, então com 20 anos, foi de 12º para quarto no primeiro giro.

14.

14.
14/20

No entanto a sorte de Barrichello acabou a seis voltas do fim. Na época foi dito que a bomba de gasolina havia parado. Mas, na verdade, a Jordan havia calculado mal a quantidade de combustível necessária e deixou Rubinho na mão com uma pena seca.

15.

15.
15/20

Foto de: LAT Images

Fora da pista, a prova ficou marcada no coração dos gamers. Por quê? Foi a única corrida na história patrocinada pela Sega, que à época anunciava na Williams. Um dos troféus que Senna recebeu no pódio era simplesmente a maior estrela da produtora: sim, o Sonic (abaixo na foto)! Porém, o troféu era apenas promocional e não ficou com o brasileiro.

16.

16.
16/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

Mais atrás, o GP marcou um dos seis quartos lugares conquistados pelo inglês Johnny Herbert antes de seu primeiro pódio na F1.

17.

17.
17/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

Senna simplesmente deu volta em todos os pilotos. O único que chegou na mesma volta do brasileiro foi Hill, que chegou 1min23s199 atrás.

18.

18.
18/20

Foto de: LAT Images

A corrida foi o primeiro GP da Europa (nomenclatura usada para discernir provas ocorridas no mesmo país) desde 1985. De lá até hoje o GP foi realizado todos os anos menos 1998, 2013, 2014 e 2015.

19.

19.
19/20

Foto de: LAT Images

O GP foi realizado em seis pistas diferentes até hoje: Brands Hatch, Nurburgring, Donington Park, Jerez, Valência e Baku.

20.

20.
20/20

Foto de: Sutton Motorsport Images

A corrida em Donington jamais foi realizada de novo. O autódromo, bom para provas de moto, se mostrou difícil para os carros de Fórmula 1. No seco, a corrida teria tido poucas ultrapassagens. Ainda assim, a pista chegou a prometer uma reforma para 2010 para tentar voltar a sediar a F1, algo que até hoje não se materializou.

Próxima Fórmula 1 matéria
Massa revela 1º passe de F1 como ex-piloto: "será um prazer"

Previous article

Massa revela 1º passe de F1 como ex-piloto: "será um prazer"

Next article

Alonso: "Para nós, coerência tem que ser a chave"

Alonso: "Para nós, coerência tem que ser a chave"

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Ayrton Senna
Autor Gabriel Lima
Tipo de matéria Conteúdo especial