4º, Hamilton teme concorrência: “estão muito mais próximos”

Líder do campeonato não consegue ficar no top-3 após treinos de sexta-feira e acha que final de semana será complicado

A grande surpresa da sexta-feira em Cingapura foi a equipe Mercedes. Após liderar o primeiro treino com Nico Rosberg, o time caiu de rendimento no segundo e não conseguiu ficar a menos de 0.337s do primeiro tempo, anotado por Daniil Kvyat.

Apesar da maior parte do grid estar cética com o ritmo dos carros alemães, Lewis Hamilton não está tão seguro assim de sua performance.

"As sessões foram boas, nós seguimos com nosso programa. O carro parece bom, mas os outros estão muito mais próximos neste fim de semana. É o que sempre acontece aqui.”

“Não há problemas com o carro, mas todo mundo parece mais perto e até um pouco mais rápido. Nós ainda estamos lutando, só precisamos trabalhar duro. A classificação é muito importante porque ultrapassar parece ser muito difícil, então vamos ver o que o amanhã nos traz."

Líder na primeira sessão e sétimo na segunda, Nico Rosberg diz ter ido na direção errada no acerto, mas vê a sexta-feira como produtiva.

"Na primeira sessão de treinos eu me senti bem no carro. Fiz algumas mudanças de configuração entre as sessões, mas fui na direção errada.”

“Foi uma boa experiência, porque sei agora o que fazer para amanhã. A pista é muito exigente e o desgaste dos pneus parece ser muito elevado. É ótimo estar de volta a Cingapura, que como evento é muito legal.”

“Mas para se estar no carro é horrível. Está incrivelmente quente para nós."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Cingapura
Pista Singapore Street Circuit
Pilotos Lewis Hamilton
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias