A Fórmula 1 é um desafio "mentalmente horrível" para os pilotos, afirma Carlos Sainz

O piloto espanhol da Toro Rosso diz que a Fórmula 1 é um desafio mentalmente horrível e rejeita a ideia de que o esporte seja mais fácil do que há uma década

O espanhol Carlos Sainz afirmou nesta manhã que os desafios da Fórmula 1 agem de maneira negativa na mente dos pilotos. Ele declarou também que não concorda com aqueles que dizem que guiar um carro hoje seja mais fácil do que uma década atrás.

Companheiro de equipe do jovem Max Verstappen, de 17 anos, Sainz afirmou que, embora o esporte não exija tanto fisicamente como antes, outras demandas sobre os pilotos tornam o esporte extremamente desafiador: " Não é tão exigente fisicamente como era há 10 anos, mas mentalmente é horrível", afirma. "Eu estava ouvindo a comunicação do rádio em Barcelona para analisar o que poderíamos ter feito de diferente e é incrível. Mentalmente é muito, muito difícil de analisar todas as opções e, ao mesmo tempo ter que economizar pneus, gerenciar o consumo de bateria e o equilíbrio do freio para todas as curvas. Guiar esses carros ainda é difícil, mas de uma maneira diferente do que era antigamente."

"Eu preferiria simplificar um pouco dessas coisas e me concentrar em ir mais rápido". Sainz acredita que o elemento mental agora compõe a maior parte do desafio para os novos pilotos da Fórmula 1: "Você precisa de 20% de foco na sua condução e 80% de foco em outras coisas. Normalmente é o contrário. As pessoas dizem que é fácil para os novatos, talvez possa parecer, mas não é."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Carlos Sainz Jr.
Equipes Toro Rosso
Tipo de artigo Últimas notícias