"Achei que tinha sido uma boa manobra", diz Grosjean

Punido por duas vezes na Hungria e, ainda assim, sexto colocado, francês lamenta chance perdida por tática ruim

Romain Grosjean pode ter sido apenas o sexto colocado do GP da Hungria, mas se tornou um dos personagens principais da prova ao ir para cima dos rivais e acabar levando duas punições. A primeira, durante a corrida, foi um drive through por ultrapassar Felipe Massa colocando as quatro rodas fora da pista. A segunda, após o GP, lhe tirou 20s de seu tempo final pelo toque com Jenson Button. Mesmo com a segunda punição, o piloto manteve sua posição.

“Com certeza esta escapou, mas estou muito feliz com minha prova e honestamente não acho que poderia ter feito muito mais. Talvez a estratégia não funcionou como esperávamos, mas o carro estava muito bom e o tráfego custou muito para nós”, lamentou Grosjean. “Sem isso, talvez não teríamos tido o drive through, o que certamente não ajudou.”

O francês afirmou que não concorda com a punição pela manobra com Massa, mas admitiu a culpa no incidente com Button. “Desculpei-me com ele. Esta poderia ter sido minha corrida, mas vamos ter que esperar um pouco mais e vamos continuar melhorando.”

O próprio Felipe Massa não entendeu a punição. Após a corrida, afirmou aos jornalistas que acreditava que o drive through recebido por Grosjean durante a prova havia sido pela manobra do francês com Button. “Então erraram [já que foi por ultrapassagem]. Ele não fez nada de errado. Colocou duas rodas fora, e não as quatro. Eu também estaria irritado”, afirmou o brasileiro. No entanto, o replay da câmera onboard mostrou que o francês realmente saiu da pista totalmente.

Mesmo assim, os dirigentes da Lotus criticaram a decisão. “Romain teve muito azar por não termos conseguido ficar na frente de Alonso nos pits, o que lhe custou muito tempo, e, sem o drive through poderia ter tido um resultado muito melhor”, defendeu Eric Boullier, chefe do time. “Ele fez uma grande manobra em um circuito em que as ultrapassagens são difíceis e não tinha espaço para nada mais. Para nós, a decisão dos comissários foi dura.”

O chefe de operações de pista, Alan Permane, também ficou na bronca. “Pareceu uma disputa limpa para mim, se não fosse por essa punição, teríamos dois carros no pódio novamente.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias