Acionistas da Liberty votam plano de compra da F1

Membros da direção foram convocados para reunião no início do próximo mês para votar propostas de avanço na compra da Fórmula 1

A empresa de mídia norte-americana tem uma participação de 19,1% na F1 e, desde que tenha a aprovação das autoridades anti-trust, pretende assumir o controle no próximo ano e se renomear como Formula One Group.

Embora Bernie Ecclestone tenha sugerido na semana passada que estava inseguro se o negócio iria adiante como planejado originalmente, a Liberty anunciou nesta sexta-feira que seus acionistas irão se reunir no dia 17 de janeiro para discutir a matéria.

Foi declarado que na reunião os acionistas "votarão em propostas relativas à emissão de ações da Liberty de sua 'Série C' de ações ordinárias em conexão com a proposta de aquisição da Fórmula 1 e a renomeação das ações da Liberty Media Group e da Liberty Media para o Formula One Group e Liberty Formula 1."

Falando recentemente com o Motorsport.com sobre o acordo da Liberty, Ecclestone disse: "nunca contei o dinheiro deles, não conheço a empresa, então eu não tenho ideia. Eles pagaram o que tinham que pagar, compraram 10% da empresa e eles pagaram."

"Eu ficaria surpreso se isso não acontecesse. A CVC ainda será proprietária das ações, menos as que eles venderam. A Liberty terá 10%. Mesma quantidade de ações, na verdade um pouco menos, do que minha família tem."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias