Acordo Toro Rosso/Ferrari é aprovado pela FIA

Os planos da Toro Rosso de usar motores 2015 da Ferrari na próxima temporada foram aprovados pela Federação Internacional de Automobilismo

Apesar de ter um acordo de motores com a Ferrari para 2016, a Toro Rosso não oficializou nada por ainda aguardar a decisão dos donos da Red Bull quanto à permanência das operações na Fórmula 1.

Com Dietrich Mateschitz tendo explicitado o desejo de manter os times na categoria e a Red Bull prestes a anunciar um acordo para a permanência dos motores Renault rebatizados, o time de Faenza tem o caminho livre para finalizar seus planos em relação aos propulsores para a próxima temporada. 

O acordo para receber os motores Ferrari deste ano só poderia sair do papel com uma mudança nas regras - até o fim de 2015, as fabricantes só estavam autorizadas a fornecer duas especificações de motores na categoria.

Na reunião do Conselho Mundial nesta quarta-feira, no entanto, a FIA autorizou o fornecimento de motores mais antigos. A Toro Rosso poderá, então, se juntar à Ferrari, Sauber e Haas como a quarta equipe do grid a utilizar unidades de força italianas.

"Unidades de força homologadas para temporadas anteriores poderão, a partir de agora, ser homologadas novamente. Antes, nenhuma fabricante tinha permissão para fornecer mais de uma especificação. Além disso, o Conselho Mundial informa que a FIA autorizou a Ferrari a fornecer unidades de força, especificação de 2015, para uma quarta equipe em 2016", disse a FIA, em comunicado.

A Toro Rosso ainda não fez o anúncio oficial sobre o acordo com a Ferrari - o que deve acontecer assim que a Red Bull tornar pública a continuidade com os motores Renault.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Toro Rosso
Tipo de artigo Últimas notícias