Ainda dá: Vettel superou prejuízos maiores para ser campeão

A seis corridas do final dos campeonatos de 2010 e 2012, piloto alemão estava mais pontos longe do líder do que em 2017

O abandono de Sebastian Vettel no último domingo em Cingapura foi um grande golpe para sua campanha no mundial de pilotos de 2017. Líder do campeonato desde sua vitória na primeira corrida do ano, na Austrália, o alemão perdeu o primeiro lugar depois da Itália, mas parecia pronto para recuperar a liderança em Cingapura.

No entanto, um polêmico acidente na primeira volta – envolvendo Sebastian, Kimi Raikkonen e Max Verstappen – tirou dele as possibilidades de vencer em Marina Bay. Sua desvantagem que era de apenas três pontos no mundial de pilotos, subiu para 28 após a vitória cair no colo de seu principal rival na luta pelo título, Lewis Hamilton.

No entanto, apesar do fracasso, Vettel pode se apoiar em um número importante: Em dois de seus quatro títulos, ele foi para as últimas seis corridas mais de 28 pontos atrás do então líder do campeonato. O fato ocorreu em 2010 e 2012. Obviamente, nestes dois campeonatos existiam outros pilotos na briga do campeonato, o que facilitou a vida do alemão – além do consistente pacote da Red Bull.

Porém, nada impede uma nova virada em 2017 levando em consideração o quanto Ferrari e Vettel já impressionaram até aqui nesta temporada.

A 6 provas do fim em 2010 (Bélgica):

Posição Piloto Pontos
1 Lewis Hamilton 182
2 Mark Webber 179
3 Sebastian Vettel 151
     
Deficit 31 pontos  
  Campeão por 4 pontos  

A 6 provas do fim em 2012 (Cingapura):

Posição Piloto Pontos
1 Fernando Alonso 194
2 Sebastian Vettel 165
3 Kimi Raikkonen 149
     
Deficit 29 pontos  
  Campeão por 3 pontos  
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias