"Alegria" de Senna com 14º lugar custou vaga na Lotus

Gerard Lopez, co-proprietário da equipe francesa, se disse inconformado com felicidade de brasileiro ao largar da sétima fila na Índia

Bruno Senna em 2011

Em entrevista à revista alemã "Auto Motor und Sport", Gerard Lopez, co-proprietário da Lotus, relatou uma situação que contou para a não renovação com Bruno Senna.

Segundo o dirigente, o brasileiro estava muito feliz em largar no meio do grid no GP da Índia, quando o sentimento que devia imperar seria outro, o da inconformação.
 
"Me lembro, na Índia, que ele partiria da 14ª colocação no grid e ele estava contente. Eu pensava 'isso não pode acontecer'. Quando você está em 14º, você precisa estar enojado, imaginando o que foi errado", afirma.
 
No fim da temporada, Lopez deixou Senna sem vaga, e o brasileiro acertou com a Williams para 2012. Já a Lotus trouxe Kimi Raikkonen e Romain Grosjean de volta.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Bruno Senna
Tipo de artigo Últimas notícias