Alonso admite falta de peças na McLaren após acidente em Spa

compartilhar
comentários
Alonso admite falta de peças na McLaren após acidente em Spa
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
30 de ago de 2018 17:20

Espanhol também disse que sentiu dores no punho e nas costas, depois do GP da Bélgica

Fernando Alonso revelou que precisou de um chassi novo depois do acidente na primeira volta no GP da Bélgica - e que, em alguns casos, as únicas peças que a equipe tinha se encaixaram no carro reconstruído.

Ainda há dúvidas sobre se seu motor sobreviveu ao acidente e uma decisão poderá ser tomada depois dos treinos de sexta-feira. O espanhol também confirmou que sentiu alguma dor nas costas nesta semana.

"Acho que é um chassi que usei nos testes de inverno ou nas primeiras corridas", disse ele sobre a substituição. “Então, é algo com que já corremos. No lado do motor, pode estar OK, mas vamos descobrir provavelmente amanhã no primeiro treino livre.”

"Queremos rodar amanhã e confirmar que tudo está bem. Houve algumas preocupações sobre domingo, segunda e terça-feira, eles verificaram tudo corretamente e parece OK, então espero que possamos continuar com esse motor.”

“O carro cheio, não só o chassi, mas o assoalho, as asas dianteiras, coisas que somos limitados sumiram e foi muito caro.”

Questionado sobre se ele tinha peças suficientes, ele disse: "Temos o suficiente. Mas, provavelmente ficamos sem reposição, temos exatamente o que temos no carro.”

“Todo o resto provavelmente será de uma especificação diferente.”

"Como eu disse, isso é muito difícil, porque os danos nos carros foram extremos, especialmente no meu. Então, você tem apenas quatro dias para construir um carro completamente novo para Monza.”

Alonso admitiu que o abandono antecipado foi duplamente frustrante porque a McLaren optou por não lhe dar novos elementos de motor e mandá-lo para a parte de trás do grid.

"Eu estava pensando e realmente não tinha o que fazer, então eu estava decepcionado. E definitivamente, preocupado com o carro, porque estas duas corridas são muito importantes para nós também em termos de escolher onde ter a punição, e talvez introduzir um novo motor.”

“Mas, devido à penalidade de Hulkenberg, Bottas e Sainz, optamos por não mudar o motor em Spa, e se beneficiar da posição inicial, 14º.”

Alonso deixou Spa no domingo à noite com o punho direito enfaixado, observando que ele saberia em poucas horas, se ele tinha algum problema, mas ele disse que não foi sério.

"Sim, está tudo bem. Foi no domingo um pouquinho, e eu ainda estou sentindo algum tipo de dor, porque eu estava com as mãos no volante quando toquei em Leclerc. A cada dia dói menos e menos, e estará tudo bem para amanhã.”

Ele também teve problemas nas costas no início desta semana: "Honestamente o único dia doloroso foi terça. No domingo, segunda-feira estava tudo bem, mas na terça-feira quando acordei, me senti um pouco dolorido. Mas ontem estava melhor, hoje está tudo bem.”

Tendo revisto os vídeos do acidente, Alonso reiterou seu apoio ao halo.

"É difícil, obviamente, ter 100% de certeza de onde meu pneu dianteiro iria pousar no cockpit de Charles, mas eu gostaria de não saber, ou nem pensar, se é a cabeça, as mãos, a direção ou o que quer que seja no cockpit.”

"É bom ter o halo e ter essa dúvida, porque é uma parte bastante frágil do carro, a área do cockpit, e acho que o halo fez o que deveria fazer. Mesmo depois de ver os replays, todos nós devemos estar felizes e sem preocupações sobre o halo.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Kvyat pode retornar à Toro Rosso na próxima temporada

Previous article

Kvyat pode retornar à Toro Rosso na próxima temporada

Next article

Haas: Ferrari não influenciará em sua dupla para 2019

Haas: Ferrari não influenciará em sua dupla para 2019
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso Shop Now
Autor Adam Cooper
Tipo de matéria Últimas notícias