Alonso admite grande raiva nas derrotas e diz ter "7º sentido ao pilotar"

Espanhol foi entrevistado por garota de 9 anos, preferiu não fazer promessas para 2014, mas lembrou que não tem limites

Em evento promocional realizado pelo principal patrocinador da Ferrari, o banco Santander, Fernando Alonso passou, na semana de natal, por uma sabatina feita por Daniela, uma menina espanhola de 9 anos. A entrevista foi publicada ontem e, nela, Alonso admitiu ter muita raiva quando perde e disse ter um “sétimo sentido” ao pilotar.

“Utilizo um sexto e um sétimo sentido em todas as corridas”, respondeu quando Daniela perguntou sobre obedecer as ordens da equipe. “Mas quando a equipe diz algo, é preciso obedecer. Eles têm toda a informação sobre a corrida e sabem o que está ocorrendo. Podemos perguntar pelo rádio para entendermos a ordem, mas temos que obedecer sempre”, explicou o bicampeão do mundo.

Sobre o sentimento na hora de perder, Alonso poupar palavras e confessou sofrer uma grande angústia ao ser derrotado. “Sinto uma grande raiva quando as coisas não dão certo ou quando uma corrida acaba antes do tempo para mim. Se preciso abandonar, fico olhando os outros carros e vem uma sensação de angústia”, admitiu o espanhol, que preferiu não prometer nada para o ano de 2014.

“No esporte não se pode fazer promessas. Não há como dizer se vamos ganhar ou não, mas estou motivado. Não tenho limites, quero tentar atingir o melhor nível possível. É preciso lutar, pois nada vem sozinho”, filosofou.
 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias