Alonso admite que disputa com Vettel “não foi justa”

Espanhol diz que estranhou ver Ferrari em ritmo mas lento e explica que duelo teve interferência dos danos do carro do espanhol

Fernando Alonso admitiu que sua batalha com Sebastian Vettel no GP da China “não foi justa”, já que o piloto da Ferrari tinha danos em seu carro.

O espanhol conseguiu descontar uma diferença de seis segundos para Vettel nas voltas finais da corrida em Xangai e ultrapassar o rival por dentro para assumir o sétimo lugar.

Vettel havia perdido posições depois do toque que recebeu de Max Verstappen, sendo que havia danos visíveis no lado direito de seu assoalho.

Alonso reconheceu que a ultrapassagem não foi um reflexo justo do atual cenário de competitividade dos carros.

“Foi bom. Obviamente, não foi uma batalha justa, porque Sebastian tinha danos em seu carro e eu estava um pouco mais rápido nas curvas”, disse Alonso. 

“Eu fiquei surpreso quando vi uma Ferrari não sendo tão rápida no fim. Perguntei qual era o problema e aparentemente ele tinha dano em seu carro, então ele estava sofrendo um pouco nas curvas.”

“Ele estava indo reto nas curvas, então, na primeira oportunidade em que vi a porta aberta, fui para cima. No fim, em um momento, a pista acabou, então ele continuou indo até onde havia grama. Chega um momento em que você precisa recuar.”

Alonso, então, terminou a prova em sétimo, e é o sexto colocado no Mundial de Pilotos.

Confira os dez momentos mais marcantes do GP da China

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pista Shanghai International Circuit
Pilotos Fernando Alonso , Sebastian Vettel
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias