Alonso diz que ficou "impressionado" com tempos de volta de Johnson

compartilhar
comentários
Alonso diz que ficou
Pablo Elizalde
Por: Pablo Elizalde
Co-autor: Jonathan Noble
26 de nov de 2018 19:02

Espanhol trocou de carros com heptacampeão da NASCAR em evento no Bahrein

Fernando Alonso guiou o carro de Jimmie Johnson da NASCAR Cup, enquanto o norte-americano pilotou um McLaren MP4-28 de 2013 equipado com um motor Mercedes V8.

Alonso inicialmente usou o carro de F1 por algumas voltas para definir um tempo de referência de 1min40s204 antes de mudar para o carro da NASCAR.

Johnson conseguiu fazer 1min40s462 durante sua tentativa, pouco mais de dois décimos do melhor do espanhol.

Leia também:

"Impressionante", disse Alonso sobre o desempenho de Johnson. "Eu acho que ele estava realmente ganhando tempo a cada volta.”

"Às vezes você coloca pneus novos nesses carros pela primeira vez e não é capaz de extrair o controle, mas ele foi capaz de entender essa aderência extra que os novos pneus davam, e extrair essa aderência no tempo de volta é difícil, então fiquei muito impressionado com isso.”

"Ele levou isso muito a sério.”

"Viemos para um dia inteiro de testes, eu coloquei quatro sets de pneus, acho que ele colocou três ou quatro conjuntos, e nós estávamos trocando os carros, nos divertindo, mas também queríamos sentir o novo ambiente", acrescentou.

Alonso, que competiu sua última prova de F1 no domingo em Abu Dhabi, disse que guiar o Chevrolet da NASCAR é como "voltar no tempo".

"Eu sabia que os carros eram muito básicos em termos de tecnologia", disse ele. "A última vez que corri com câmbio H foi em 1999 [na Euro Open da Nissan], então estava voltando muito no tempo.”

"O carro era muito poderoso para a quantidade de aderência disponível, então você se diverte. Talvez com outros carros em volta seja diferente, mas definitivamente sozinho, foi muito divertido."

Heptacampeão, Johnson, que nunca pilotou um monoposto em um circuito misto, admitiu que ficou impressionado com a velocidade do carro de Fórmula 1.

"Foi incrível", disse ele. "A sensação de velocidade. Literalmente na primeira tentativa, meu capacete estava tentando sair da minha cabeça, e eu estava olhando para o microfone no meu capacete, estava muito alto! Eu estava tipo 'eu não quero parar, mas acho que deveria...'”

"No final, eu parei de focar nos marcadores de frenagem e fui capaz de olhar para o ápice das curvas e estava conseguindo algumas boas voltas. Foi divertido."

Johnson admitiu que, apesar da natureza divertida da troca, ele estava tentando o máximo possível, e ele acredita que a experiência foi melhor para ele do que para Alonso.

"Eu não sabia o quão perto eu chegaria", disse ele. "O piloto em mim estava naturalmente focado nisso e eu estava imediatamente perguntando: 'Qual era o meu tempo de volta? Posso olhar os dados?'. Eu sinceramente acho que no final do dia eu tive uma experiência de troca muito melhor do que a dele."

Next article
Verstappen se recusa a "parecer um idiota" com serviço público

Previous article

Verstappen se recusa a "parecer um idiota" com serviço público

Next article

GALERIA: Veja como está o grid para temporada 2019 da F1

GALERIA: Veja como está o grid para temporada 2019 da F1
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1 , NASCAR Cup
Pilotos Fernando Alonso Shop Now , Jimmie Johnson
Autor Pablo Elizalde