Alonso diz que não sabia como carro se comportaria no quali

Com problemas nas primeiras sessões, espanhol diz que não sabia se carro responderia bem no treino classificatório

Ausente em Mônaco no ano passado, Fernando Alonso se apresentou no treino classificatório para a prova deste domingo próximo às posições costumeiras em circuitos de alta e média velocidades.

O espanhol da McLaren conseguiu a sétima posição no grid, mas segundo ele mesmo, as perspectivas não eram as melhores antes da sessão deste sábado.

“Tem sido um fim de semana muito complicado”, admitiu Alonso. “Perdemos o primeiro treino por causa dos freios e no terceiro, o carro estava muito estranho. A traseira parecia desconectada da frente.”

“Tivemos problemas na traseira nas curvas lentas e problemas na frente nas mais rápidas e isso geralmente é um quebra-cabeças difícil de resolver.”

“Fizemos muitas mudanças no carro e saímos para a classificação como se jogássemos uma moeda para ver como o carro funcionaria. Vimos rapidamente que estava diferente, que estava lidando melhor com as curvas e me dando confiança para atacar. Sétimo lugar está muito bom.”

Outro quebra-cabeça a ser resolvido no domingo será a combinação entre os pneus hipermacios e as dificuldades de ultrapassagens que a pista possui. Sobre isso, nem Alonso tem a resposta para solucionar.

“Acho que a pergunta que todos estão fazendo é sobre os hipermacios, quanto tempo eles durarão e quantos problemas eles causarão.”

“Eles não fazem você ultrapassar, com certeza, mas o tempo você ficará fora trocando pneus é sempre um risco. Se alguém parar e entrar à sua frente, será difícil. E se você parar cedo e estiver atrás de um carro fazendo 65 voltas no pneu mais duro, você estará preso por 64 voltas.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Mônaco
Sub-evento Sábado - Treino Classificatório
Pista Monte Carlo circuito de rua
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias