Alonso diz que sabe o que vai fazer em 2015: "Plano muito ambicioso"

Com ar misterioso, espanhol sequer quis confirmar que está de saída da Ferrari, mas garantiu: "Vocês ficarão agitados"

A coletiva de imprensa de Fernando Alonso nesta quinta-feira em Austin, nos Estados Unidos, onde a Fórmula 1 se prepara para a 17ª etapa do campeonato, foi das mais concorridas do dia. Afinal, todos queriam saber para onde o espanhol vai na próxima temporada.

[publicidade] Mas o bicampeão relutou em dar pistas. Só garantiu que está muito contente com seu futuro – e repetiu seu mantra dos últimos GPs: garante que fará o melhor para ele e para sua equipe dos últimos cinco anos, a Ferrari.

“Eu sei [o que vou fazer em 2015]. Sei mais ou menos. Não posso dizer nada categoricamente no momento. Tenho um plano muito ambicioso na minha cabeça. Se isso acontecer, as pessoas vão ficar muito agitadas, como eu estou. Estou muito feliz. Tudo o que aconteceu nos últimos três meses aconteceu exatamente como eu planejava. Ainda assim foram semanas difíceis com o acidente de Jules e outras coisas que atrapalharam em termos emocionais. Precisamos lidar com tudo.”

Alonso sequer quis reconhecer que está de saída do time italiano, apesar do ex-presidente da Scuderia, Luca di Montezemolo, ter declarado que o piloto rompeu seu contrato, que iria até o final de 2016. O chefe da Red Bull, Christian Horner, também garantiu que Sebastian Vettel, que anunciou sua saída do time tetracampeão há cerca de um mês, está de malas prontas para Maranello.

“Não falei isso. Você está dizendo algo que não sabe. Como estou falando desde Suzuka, vou fazer o que for melhor para o meu futuro e para o futuro da Ferrari.”

Alonso acredita que seu futuro não é relevante neste momento, pois ainda tem três provas pela frente e está na luta junto da Ferrari para ultrapassar a Williams no mundial de construtores.

“A maior prioridade é trabalhar na pista, há muitas coisas que podem acontecer nas próximas corridas. Precisamos de bons resultados porque estamos lutando pelo campeonato de construtores, então há muito esforço dos mecânicos e engenheiros para termos bons resultados”, lembrou.

“Essa é a prioridade. Minha prioridade é pouco importante no momento, na minha opinião. Sei que há expectativa, rumores, mas é normal quando você está na Fórmula 1.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias