Alonso diz ter trabalhado “90%” para 2018 em primeiro dia

Décimo colocado nos dois treinos desta sexta-feira, espanhol acredita em classificação apertada no meio do grid

Com pequenos problemas no carro nesta sexta-feira (10), Fernando Alonso falou após as duas primeiras sessões de treinos livres para o GP do Brasil que não conseguiu finalizar o programa previsto pela sua equipe McLaren.

No entanto, o bicampeão afirmou que trabalhou nesta sessão muito mais tendo em vista o carro do próximo ano do que a performance nesta prova.

Quando perguntado o quanto pensou em 2018 no trabalho desta sexta, Alonso riu: “90%”.

“Foi um pouco mais difícil do que prevíamos. Tivemos um pequeno problema com a suspensão do carro no primeiro treino e no segundo tivemos um problema com o motor, uma questão de óleo ou gasolina e que tivemos que reparar.”

“Perdemos alguns minutos importantes, mas apertamos o programa, e tentamos fazer todas as prioridades que tínhamos. Estamos prontos para amanhã. Hoje tínhamos previsão de chuva e acabou não chovendo, mas amanhã temos previsão de chuva também, mas a corrida deve ser no seco.”

Sobre a classificação, Alonso acredita que o meio do grid estará bem próximo. “Se estiver seco como hoje, acho que vai ser difícil de entrar no Q3, porque teremos um bom número de candidatos, e se conseguirmos vai ser por pouco.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias