Alonso e Button usarão seu motor “gratuito” no GP da Hungria

compartilhar
comentários
Alonso e Button usarão seu motor “gratuito” no GP da Hungria
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
Traduzido por: Gabriel Lima
23 de jul de 2015 13:46

Após ter usado cinco motores neste ano, Mclaren utilizará sexto motor sem punições de grid após permissão da FIA

Fernando Alonso, McLaren MP4-30
McLaren Honda truck no paddock
Jenson Button, McLaren Honda
Jenson Button, McLaren Honda
Fernando Alonso, McLaren MP4-30
Jenson Button, McLaren Honda
Jenson Button, McLaren Honda

Fernando Alonso e Jenson Button utilizarão seu sexto motor a combustão neste final de semana no GP da Hungria. A temporada, que tem sido problemática para a Honda, recebeu um alento no último mês, após o GP da Áustria, quando os dois carros largaram com punições de mais de 20 posições no grid.

As duas McLarens têm autorização especial da FIA, decidida em reunião do conselho mundial, para utilizar uma sexta unidade de potência sem receber 10 posições de punição no grid de largada. O time britânico fará isso neste final de semana.

Honda não quer ajuda de regulamentos

O chefe esportivo da Honda, Yasuhisa Arai, deixou claro que não está interessado em um teto orçamentário para o desenvolvimento de motores na Fórmula 1. Para ele, embora a diferença para Mercedes, Ferrari e Renault seja ainda muito grande, não é justo prejudicar seus rivais desta forma.

"É uma ideia estranha", disse ele ao Motorsport.com. "Isso não é a Fórmula 1. Espero que nenhum teto seja o caminho certo."

Recompensa deve vir do esforço

Para a Honda, grande parte de sua motivação de estar envolvida na F1 é o desafio de engenharia que a categoria oferece. É por isso que Arai está convencido de que só fazendo progressos genuínos a fábrica japonesa deva ser recompensada com melhores resultados, sem o auxílio das regras.

"Não queremos ter um desempenho melhor por causa de um novo regulamento. Devemos conquistar isso pelos nossos próprios esforços", disse ele.

"O objetivo é muito claro: ultrapassar a Mercedes. Eles estão na frente, por isso temos de persegui-los e vencê-los. Isso é competição, isso é o que é a Fórmula 1. Uma categoria emocionante e desafiadora. Espero que possamos chegar neles em breve."

Temporada para melhorar

Quando perguntado se ainda acreditava que a Honda poderia fazer um bom progresso em relação à Mercedes em 2015, ele disse: "Sim, sim. Eles ainda estão muito fortes, por isso precisamos de tempo. Mas este é nosso alvo.”

"Eles são gente muito forte, mas temos de vencê-los."

Próxima Fórmula 1 matéria
Após acidente de Bianchi, FIA promete melhorar segurança na F1

Previous article

Após acidente de Bianchi, FIA promete melhorar segurança na F1

Next article

Renault se aproxima de decisão sobre futuro na Fórmula 1

Renault se aproxima de decisão sobre futuro na Fórmula 1
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes McLaren Shop Now
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias