Alonso: "Eu, Hamilton e a dupla da Red Bull estamos escapando"

Mesmo deixando escapar a vitória no GP da Grã-Bretanha nas voltas finais, líder do mundial destaca quinto pódio do ano

Alonso comemora o quinto pódio do ano

Fernando Alonso pode ter liderado grande parte do GP da Grã-Bretanha e perdido a vitória a quatro voltas do final, mas o espanhol comemorou o resultado. O piloto da Ferrari, único que pontuou em todas as nove etapas do campeonato e dono do maior número de pódios na temporada, aposta na consistência para manter-se na liderança do mundial.

“Conquistei muitos pontos e temos de curtir o pódio. São três corridas em julho, como venho dizendo, nas quais queríamos estar pelo menos perto do pódio, pois isso nos daria uma boa quantidade de pontos antes das férias”, afirmou o piloto da Ferrari, primeiro colocado na tabela com 13 pontos de vantagem sobre Mark Webber. “Salvamos a primeira parte, ainda mais sob condições bastante difíceis como as de ontem. A partir de amanhã, é pensar em Hockenheim.”

Alonso defende que a corrida de Silverstone e as próximas duas etapas deverão mostrar quem estará na disputa pelo título até o final do ano. Ao final do GP da Hungria, faltarão nove etapas para a decisão do campeonato.

“Nas corridas de julho, ninguém vai vencer o campeonato porque será impossível escapar o suficiente, mas haverá alguns que começarão a dizer adeus. Há pilotos que continuam perdendo muitos pontos. Button marcou apenas um e, se isso se mantiver em julho, sua situação se complicará. Agora, parece que eu, Hamilton e a dupla da Red Bull estamos escapando um pouco. Se as próximas corridas acabarem da mesma forma, teríamos boas probabilidades.”

Mesmo comemorando o fato de estar constantemente lutando pela vitória desde o GP da Espanha, em maio, Alonso reiterou a importância da Ferrari continuar melhorando. O espanhol admite que, ainda que a equipe tenha evoluído, a velocidade de reta ainda é problema.

“Estamos em processo de melhora. Desde o início do ano, melhoramos isso em 200%, porque agora pelo menos poderemos lutar, mas vimos algumas carências hoje, quando Webber nos ultrapassou com muita facilidade. E, mais curioso ainda, quando passei Hamilton, estava com o DRS aberto e ele sem. Mas, mesmo assim, ele me ultrapassou.Temos de analisar isso corretamente, porque não deveria ser possível.” 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pista Silverstone
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias