Alonso foi mal assessorado em sua carreira, diz Horner

Chefe da Red Bull lamenta más escolhas de Alonso na Fórmula 1 e diz não concordar com disputa da Indy 500

Depois de não chegar ao fim de nenhuma das primeiras três provas deste ano, Fernando Alonso irá correr a Indy 500 neste ano. O piloto espanhol, no terceiro ano correndo pela McLaren, não vence na F1 desde 2013 e se encontra em um momento complicado para manter a motivação em sua carreira.

Chefe da Red Bull, Christian Horner não gostou da ideia de Fernando e McLaren de participar da Indy 500 no mesmo dia do GP de Mônaco, mas entende o lado do bicampeão.

"Eu realmente não entendo", disse o britânico à emissora espanhola Movistar.

"Mônaco é a maior corrida do ano, onde o motor importa muito menos e às vezes chove. Pode ser a maior chance de um bom resultado.”

"Então, o piloto ir para outro campeonato em que nunca participou, é estranho. Mas você tem que respeitar", acrescentou Horner.

Mas em outro nível, Horner disse que entende como Alonso foi levado a sua decisão "estranha".

"Fernando está frustrado e irritado, porque ele deveria estar dirigindo um carro competitivo. Ele é um dos melhores pilotos do mundo e é frustrante para todos para vê-lo na situação em que ele está.”

"Mas é porque ele foi mal assessorado ou porque cometeu erros quando tomou decisões.”

"De qualquer forma, ele é um piloto muito bom para estar tão atrás. Ele deveria estar lutando na frente com Vettel, Hamilton, Ricciardo e Verstappen", disse Horner.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias