Alonso: McLaren pode mirar Ferrari, Mercedes e Red Bull

Espanhol reconhece que trio ainda está em um grupo à parte, mas considera que McLaren tem a tendência de se aproximar nas próximas corridas

Satisfeito com o quinto lugar conquistado no GP da Austrália, Fernando Alonso admitiu que a McLaren ainda está atrás das três maiores equipes da F1, mas considera que, de agora em diante, poderá colocar a mira no pelotão dianteiro.

Alonso e seu companheiro de equipe, Stoffel Vandoorne, foram eliminados no Q2 na classificação de sábado, mas conseguiram avançar durante a prova. O período do safety car virtual, que bagunçou as estratégias, mais o abandono duplo da Haas, proporcionaram que o espanhol avançasse ao quinto lugar, onde recebeu a bandeirada – inclusive à frente de Max Verstappen, da Red Bull.

Por mais que reconheça que a McLaren ainda tenha trabalho pela frente para se juntar a Red Bull, Ferrari e Mercedes, Alonso disse que o objetivo realista tenderá a ser esse de agora em diante.

“No momento, eles ainda estão claramente à frente”, afirmou. “Eles estão em um grupo exclusivo. Mas a McLaren quer entrar nesse grupo e acho que, nas próximas corridas, vamos esquecer o pelotão intermediário e olhar para o privilegiado grupo das três. Existe potencial no carro, então não vejo motivos por que não deveremos estar lá nas próximas corridas”, completou.

O companheiro de Alonso, Vandoorne, terminou em nono, o que fez com que a equipe marcasse 12 pontos na prova. Desde 2014 a McLaren não marcava tantos pontos na abertura do campeonato.

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias