Alonso não espera alteração de forças no GP da Hungria

Piloto não acredita que os três dias de testes em Silverstone provocará mudanças já para a corrida de domingo

Mesmo após os três dias de testes em Silverstone, na semana passada, Fernando Alonso não acredita que haverá alguma mudança na relação de forças para o GP de Hungria, que ocorre neste final de semana. Para o espanhol, se houver alguma mudança neste sentido, ela ocorrerá após as férias de verão.

“Sempre há algo novo para testar, ver se funciona e fizemos isto em Silverstone. Ainda temos que ver se ganhamos um ou dois décimos, mas todas as equipes também devem ter ganhado. Por isso, não espero surpresa na Hungria. Talvez para os GPs seguintes, após as férias de verão, poderemos ter novidades. Só então saberemos se recuperamos ou não o tempo perdido e como estamos em relação aos pneus”, afirmou Alonso em entrevista acompanhada pelo TotalRace.

Para o vice-líder do campeonato, se classificar bem é, obviamente, muito importante na Hungria, já que o traçado dificulta as ultrapassagens, mas a Ferrari não tem ido bem neste item nas últimas provas. “A classificação vem sendo um problema para nós faz algum tempo. E, aqui, sempre que vamos bem na classificação, vamos bem na corrida aqui. Portanto, é muito importante treinar bem, temos que fazer isto. Mas é uma realidade também, que alguns carros rendem com pouca gasolina e pneus novos, mas não fazem o mesmo na corrida”, ponderou o espanhol, que não sabe se o calor de Budapeste ajudará a equipe neste domingo.

“O calor costuma ser bom para nós, mas, em Silverstone, estava muito quente e ficamos sempre atrás. Portanto, mais que o calor ou o frio, será muito importante conhecer bem os pneus e adquirir informações antes das outras equipes”, observou.

Questionado sobre o acidente de trem em Santiago de Compostela, na Espanha, que deixou pelo menos 80 mortos, Alonso disse que correrá em homenagem às famílias dos envolvidos, embora saiba que isto no momento não represente muita coisa. “Logicamente sempre que vem uma notícia tão triste como essa, nos faz pensar sobre nossos problemas, que não significam nada perto desta tragédia. Sei que uma vitória aqui não dará nenhuma alegria para as famílias diante do que ocorreu, mas tentarei correr por eles”, lamentou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias