Alonso não espera que Ferrari sofra com novos pneus

Espanhol, porém, valoriza questão da segurança: "Agora o importante é chegar vivo em casa domingo”

Fernando Alonso e a Ferrari terão muito trabalho neste final de semana do GP da Alemanha: primeiro, precisam compreender os novos pneus e, segundo, têm de determinar se o desempenho abaixo do esperado na última etapa, sobretudo em classificação, foi um episódio isolado.

“Teremos uma mudança aqui e temos de ver se realmente é o mesmo pneu em relação ao Canadá”, lembrou Alonso, ouvido pelo TotalRace em Nurburgring. “Depois, teremos outra alteração em Budapeste. Já são quatro ou cinco mudanças ao longo de um campeonato e, em cada uma delas, houve uma alternância de rendimento.”

O espanhol não espera que a Ferrari sofra com os novos pneus, mas lembra que essa não é a questão mais importante no momento.

“Eles mudaram só os pneus traseiros, o que é menos problemático para nós, porque sofremos mais para aquecer os dianteiros. Mas hoje isso está em segundo plano. Agora o importante é chegar vivo em casa domingo.”

Em relação ao rendimento do carro, que caiu nas últimas provas, o bicampeão revelou que a equipe mudará a forma de acertar o carro para a etapa alemã.

“Temos curiosidade de saber se Silverstone foi um grande passo atrás como os tempos diziam ou se foi uma questão de adaptação ao circuito e a um acerto que não deu certo. Confiamos que foi um final de semana único e esperamos voltar à forma que tínhamos antes de Silverstone. Vimos nas análises após a prova que podemos melhorar o acerto. Ainda assim, aqui e em Budapeste, as corridas devem ser dominadas pelos pneus e, por isso, precisamos interpretar os pneus de uma forma melhor do que os outros times e vamos trabalhar para isso.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias