Alonso não vê corrida como parâmetro para julgar traçado mexicano

Citando de exemplo provas na Rússia, bicampeão pede que todos tenham paciência para julgar novo traçado do Circuito Hermanos Rodriguez

Perguntado no primeiro dia de atividades do GP do México sobre como seria a corrida no novo traçado do Circuito Hermanos Rodriguez, que recebe a Fórmula 1 pela primeira vez em 23 anos neste final de semana, Fernando Alonso foi cauteloso.

O espanhol quer que todos não avaliem de maneira muito rígida a prova deste domingo na pista mexicana, utilizando de exemplo o GP da Rússia. No ano passado a corrida em Sochi foi pouco movimentada, e neste ano uma das melhores da temporada.

"A corrida em si, como ela será, é impossível de prever", disse Alonso.

"Nós não devemos julgar a pista na tarde de domingo, qualquer que seja a corrida que tenhamos."

"Na Rússia, nós vimos uma corrida muito chata no primeiro ano e uma corrida muito emocionante no segundo. O circuito era exatamente o mesmo."

"Às vezes no futebol você vê zero a zero, às vezes cinco a quatro. É difícil prever neste esporte.”

“Primeiro, precisamos aproveitar este fim de semana e fazer uma boa corrida para todos os fãs."

Diretor da Pirelli, Paul Hembery salientou que a escolha do composto dos pneus para este fim de semana é "mais conservadora" que o habitual, como tende a ser o caso quando a F1 faz corridas em pistas novas. Esta escolha pode fazer com que a corrida seja menos movimentada em termos de estratégias de box.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do México
Pista Autodromo Hermanos Rodriguez
Pilotos Fernando Alonso
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias