Alonso poderá ter mais recente motor Honda para o México

Após abandono de Austin, piloto espanhol tem opções para montar a última atualização de motor para o próximo GP

Fernando Alonso estava no top 10 do GP dos Estados Unidos quando relatou uma perda de potência que mais tarde foi diagnosticada como insuficiência no MGU-H- e foi chamado para os boxes para se retirar da corrida.

A Honda tinha uma atualização do motor pronta para Austin, mas apenas Stoffel Vandoorne usou porque precisava de uma troca de propulsor por causa da alta quilometragem da unidade anterior e, portanto, recebeu uma punição.

Pelo contrário, a Honda esperava que Alonso pudesse levar sua unidade atual até o final da temporada e, portanto, evitar mais penalidades, por isso não lhe deu a atualização.

Mas o chefe da Honda F1, Yusuke Hasegawa disse ao Motorsport.com que Alonso poderia "possivelmente" receber a nova versão no México porque mudar o MGU-H incorrerá em sanção de qualquer maneira.

"Sim, acho que sim, então seria melhor apresentar o novo motor no México".

A Honda suspeita que o problema do MGU-H de Alonso era semelhante ao que castigou Vandoorne e forçou-o a mudar o motor antes da corrida de domingo.

Isso chega depois de uma série de corridas onde a Honda desfrutou de uma boa confiabilidade. No entanto, o fabricante japonês sofreu uma série de falhas neste componente específico nesta temporada.

"É muito decepcionante que continuemos tendo problemas com o nosso motor, especialmente porque a confiabilidade esteve relativamente estável nas últimas corridas", disse Hasegawa. "Vamos investigar rapidamente o problema em Sakura e trabalhar para encontrar uma solução no México".

"Parece que tivemos problemas semelhantes, mas não sabemos exatamente. Parece que foi um problema de rotação. O MGU-H de Stoffel tinha muitos mais quilômetros, por isso sabíamos que chegaria ao final de sua vida no final do GP. Mas não esperávamos que falhasse".

"Fernando tem menos quilômetros, desde que o introduzimos em Suzuka".

A Hasegawa lamenta porque ambos os pilotos poderiam ter somado pontos em Austin se não fosse a falha do motor de Alonso e as penalidades recebidas por Vandoorne.

"Tivemos um rendimento razoavelmente bom para marcar pontos. Se não tivéssemos tido o problema, Alonso teria conseguido. Poderíamos ter sido sexto ou sétimo. E se Vandoorne tivesse largado em 14º, também teria marcado pontos."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do México
Pista Autodromo Hermanos Rodriguez
Pilotos Fernando Alonso
Equipes McLaren , Honda Racing F1 Team
Tipo de artigo Últimas notícias