Alonso: "Preciso de um carro cinco vezes mais rápido que este"

Espanhol faz análise positiva de quarto lugar de 2011, mas salienta que a Ferrari precisa fazer mais pelo título

Alonso durante o final de semana de GP Brasil

Fernando Alonso não vê 2011 como um ano para se jogar fora. Apesar de ter sido quarto colocado no Mundial de Pilotos e de ter vencido apenas uma corrida, no GP da Grã-Bretanha, o espanhol acredita que a Ferrari melhorou em certos aspectos – e que só lhe falta um carro para brigar pelo título em 2012.

“A abordagem neste ano foi um pouco mais arriscada. As estratégias também foram mais arriscadas, graças também à degradação dos Pirelli, que oferece uma gama de opções muito maior em relação ao ano passado, quando tínhamos que parar na primeira volta que podíamos e ver se conseguíamos aguentar até o final.

O bicampeão salientou o papel de Pat Fry, engenheiro que chegou a Maranello vindo da McLaren em meados do ano passado e ganhou espaço nesta temporada.

“Além disso, agora que temos Pat Fry, acho que a equipe está muito mais preparada do que estava antes.”

Para o ano que vem, Alonso tem claro o que pretende repetir para brigar pelo título: “Não cometer praticamente nenhum erro e extrair o máximo do carro todos os finais de semana e, se repetíssemos algo parecido ano que vem com um carro cinco vezes mais rápido que este teríamos muitas chances de ganhar.”

O espanhol garantiu que não saiu triste de 2011. “Tomara que ano que vem seja mais feliz. Este ano não foi um ano triste, foi medianamente feliz, mas, para conseguir a felicidade máxima, é preciso lutar pelo campeonato e, se possível, consegui-lo.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias