Alonso se despede da Ferrari com "corrida dura" e "entusiasmo pelo futuro"

Espanhol fala em ameaçar as Mercedes nas próximas temporadas e não nega rei da Espanha sobre ida à McLaren

Sofrendo para manter-se à frente dos rivais nas retas, desgastando os pneus, lutando com um carro desequilibrado e tendo um papel de coadjuvante. Para Fernando Alonso, o GP de Abu Dhabi foi um resumo de sua quinta e última temporada pela Ferrari, na qual passou em branco em termos de vitórias e conquistou apenas dois pódios.

[publicidade] Em sua corrida de despedida, o espanhol foi apenas o nono, uma posição à frente do companheiro Kimi Raikkonen.

“Foi uma corrida muito dura, acabou sendo um bom resumo da temporada: terminamos em nono e décimo, longe das posições em que queríamos terminar. Não fomos competitivos durante todo o final e semana.”

Temos de olhar para o futuro com otimismo e voltar mais forte em 2015. Precisamos como as equipes vão ser ano que vem, e é claro que a Mercedes estará muito forte, mas vamos entrar em um projeto a longo prazo para ameaça-los”, adiantou o espanhol.

“Deixo a Ferrari um pouco triste e emocionado porque vou sentir falta da equipe e dos caras, mas olho para o futuro com entusiasmo porque quando você entra em um novo projeto, é para vencer. Acho que foi o mesmo com o Felipe ano passado e agora ele está no pódio. É um resultado como esse que eu quero.”

E tudo indica que esse ‘projeto’ a que Alonso se refere é a McLaren. Antes da corrida, o rei da Espanha, Juan Carlos, que estava no grid, disse que o espanhol lhe contara que o time inglês seria o seu destino em 2015. Questionado se poderia confirmar a informação, o bicampeão apenas sorriu e disse: “Ele é o rei, não se pode contrariar o rei.”

Alonso também foi questionado sobre a provável saída de Marco Mattiacci do cargo de chefe da Ferrari. O espanhol se desentendeu publicamente com o italiano neste final de semana, mas frisou que não é por isso que está deixando a equipe. “Não acho que o problema seja uma pessoa.”

Raikkonen sonha com Ferrari competitiva para 2015

Ao contrário de Alonso, já que está garantido na Ferrari para 2015, Kimi Raikkonen adotou um discurso de esperança após a última etapa do campeonato, em Abu Dhabi.
 
O finlandês destacou as dificuldades enfrentadas pela equipe vermelha no ano, mas garantiu ter confiança na melhora de desempenho para a temporada de 2015. 
 
"Enfrentamos uma série de dificuldades durante toda a temporada, na qual colocamos um grande esforço para resolver. Aprendemos muito. Sabemos que precisamos trabalhar para sermos competitivos o mais rápido possível. Tenho fé na equipe", garantiu.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias