Alonso se diz "triste" com caos do formato de classificação

compartilhar
comentários
Alonso se diz
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
3 de mar de 2016 20:10

Piloto da McLaren afirma estar triste pelo esporte" pelas incertezas no formato do treino de classificação para a temporada que se aproxima

Fernando Alonso, McLaren MP4-31
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 Team with the media
Max Verstappen, Scuderia Toro Rosso STR11
Fernando Alonso, McLaren MP4-31
Fernando Alonso, McLaren MP4-31
Fernando Alonso, McLaren MP4-31
Daniil Kvyat, Red Bull Racing with the media
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 Team W07
Max Verstappen, Scuderia Toro Rosso

O novo formato do treino de classificação divulgado há poucos dias é o assunto mais comentado no paddock da F1 entre os treinos de pré-temporada em Barcelona. Fernando Alonso é um dos que opinaram sobre o assunto.

"Não tenho uma grande opinião sobre isso. É triste. Estou triste."

"Estou triste pelo esporte. Não me parece certo em uma semana mudar o sistema de classificação por três vezes ou pretender mudar, ninguém oficializou nada."

"Se eu fosse um competidor de outro esporte, eu olharia a F1 com grande surpresa ao observar isso. Não acho certo. As muitas mudanças, a complexidade delas é ruim para os espectadores."

"Todos os meus amigos aqui da Espanha querem ligar a TV, assistir as batalhas, carros grandes, pneus grandes, barulho alto e desfrutar da corrida, como fazem com outros esportes."

"Não é de se surpreender que desliguem a TV."

Certo número de pilotos manifestaram seu descontentamento com as mudanças da qualificação propostas por Charlie Whiting em uma reunião recente, que Alonso não participou.

"Eu não estava na reunião, mas concordo com meus colegas de trabalho, porque acho que deve ser unânime", disse.

"Queremos simplicidade nas regras, até mesmo o formato de uma volta, a superpole que fizemos em 2005, acho que o de 2006 foi espetacular."

"Todo mundo tinha uma volta de cobertura televisiva. É simples: uma volta, você freia tarde, talvez você comece da 15ª posição. Há alguma adrenalina naquela volta também."

"Mas eu não sei. O que quer que eles decidam, vamos ter que cumprir, como fazemos há 16 anos."

Hamilton igualmente pessimista

O atual campeão Lewis Hamilton compartilhou da melancolia de seu ex-companheiro de equipe, sobre o estado atual da categoria.

Perguntado se ele sentia que o esporte está quebrado, sem direção ou sem saúde, o piloto da Mercedes respondeu: "eu diria que, provavelmente, os dois primeiros que você listou."

"Eu não quero falar muito sobre isso, mas eu concordo com as duas primeiras coisas que você sugeriu."

Kvyat perplexo

Enquanto isso, o piloto da Red Bull, Daniil Kvyat, falou em apoio ao formato de classificação atual, considerando que as alterações são desnecessárias e confusas.

"Não acho que precisamos mudar a qualificação, para ser honesto", disse. "Para confundir as pessoas ainda mais? Até nós não entendemos o que está acontecendo, imagine as outras pessoas diante da TV."

Verstappen com outro discurso

Max Verstappen vê o assunto de maneira diferente.

"Apenas conversamos um pouco sobre o que pensávamos sobre o sistema de classificação. Temos que aguardar e ver o que vai acontecer."

"Ainda existem muitas discussões acontecendo. É algo novo. Será desafiador e algumas pessoas devem cometer erros."

"É algo interessante e estou disposto a pagar para ver."

Relatos adicionais por Jamie Klein, Jonathan Noble, Oleg Karpov e Benjamim Vinel

Próxima Fórmula 1 matéria
Raikkonen diz que Halo traz pouca diferença de visibilidade

Previous article

Raikkonen diz que Halo traz pouca diferença de visibilidade

Next article

Williams não terá bico novo até fim de testes em Barcelona

Williams não terá bico novo até fim de testes em Barcelona
Load comments