Alonso: "Será uma 2ª metade complicada, mas não mais que a 1ª"

Líder do campeonato, espanhol garante que não vê facilidade em manter liderança e relembra primeira vitória na F-1

Fernando Alonso volta ao palco de sua primeira vitória na Fórmula 1, em 2003, com ares de mito. Quinto maior vencedor da história da categoria e líder do atual campeonato, o espanhol relembra que mal pensava que poderia vencer mais de um GP quando estreou no primeiro lugar do pódio, em Hungaroring.

“Logicamente, quando ganhei aqui na Hungria, não imaginava ter a sorte de ganhar outras várias corridas, de conseguir os títulos de 2005 e 2006 e agora de correr pela Ferrari. Tudo transcorreu muito bem e espero que continue assim nos próximos nove anos”, afirmou ao TotalRace.

Com 34 pontos de vantagem para o vice-líder Mark Webber, Alonso não acredita que terá vida fácil para conquistar o tricampeonato, mas salienta que conseguiu salvar uma primeira parte em que o carro da Ferrari não rendeu o esperado.

“Certamente será muito difícil. Conseguimos ter uma boa primeira metade e chegamos com bons pontos na décima etapa do campeonato, mas falta exatamente outra metade, e tudo o que você ganhou, pode perder. Os rivais são muito fortes. Respeitamos muito a Red Bull, a McLaren, a Lotus e a Mercedes. Será uma segunda metade complicada, mas não mais do que a primeira. Tínhamos um carro que não nasceu como esperávamos.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias