Alonso sobre a Ferrari: "tudo o que inventam agora funciona"

Espanhol acredita que evolução da Ferrari é real a espera que bom rendimento continue em Nurburgring

Alonso já venceu em Nurburging em duas oportunidades

 

Não foi apenas a vitória em Silverstone que encheu a Ferrari e Fernando Alonso de otimismo para o restante da temporada. O espanhol destacou em entrevista acompanhada pelo TotalRace em Nurburgring que a evolução do carro tem sido contínua – e afirmou que espera melhorar ainda mais.

“Depois das primeiras corridas, quando não conseguíamos nem chegar ao pódio, os problemas foram sendo solucionados e fomos introduzindo peças novas no carro que funcionavam bem. Chegamos em posição de pódio a partir de Mônaco e em Silverstone conseguimos vencer. Foi melhorando pouco a pouco. Tudo o que inventam agora funciona, então vamos ver se podemos seguir melhorando.”

Para o piloto da Ferrari, esta evolução do carro é real.

 “As melhoras no carro foram as responsáveis pela vitória. Tudo o que colocamos no carro em Silverstone deu mais carga aerodinâmica, fez o carro melhorar nas curvas rápidas e chegamos com otimismo que também funcionem aqui.”

Perguntado se a vitória de Silverstone fora resultado de um mix entre as mudanças nas regras e o erro da Red Bull no pit stop de Vettel, Alonso discordou.

“Acho que a mudança no regulamento não ajudou em nada porque não é que estivéssemos em décimo lugar em Valência. Fomos segundo e em Silverstone, primeiro. E o problema do pit stop de Vettel ajudou porque é sempre mais difícil ultrapassar na pista, mas também é verdade que em várias corridas ganharam ou nos ultrapassaram graças aos pit stops, porque eram mais rápidos que nós, mas desta vez foram mais lentos.”

Outra impressão que o GP da Grã-Bretanha deixou é de que a Ferrari se aproximou da Red Bull em classificação, quesito no qual o time anglo-austríaco está imbatível até agora na temporada.

“Tem de confirmar aqui. Em Silverstone, ficamos a um décimo da Red Bull, mas só tivemos uma saída e depois choveu, então não sabemos que eles tinham alguma carta na manga no segundo jogo de pneus. Veremos aqui e, mesmo que a classificação seja importante, é na corrida que se dá os pontos.”

Alonso venceu duas vezes em Nurburgring. Em ambas as oportunidades, assumiu a liderança nas voltas finais. Em 2005, herdou a ponta de Kimi Raikkonen após uma quebra cinematográfica do McLaren do finlandês e, em 2007, ultrapassou Felipe Massa. Perguntado pelo TotalRace qual teria sido a melhor, o espanhol, após um longo silêncio, não conseguiu se decidir.

“As duas foram especiais, porque foram nas últimas voltas e, quando isso acontece, você fica com um gostinho melhor na boca do que se tivesse escapado na ponta desde o início e ganhado fácil.” 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias