Alonso sobre Marko: "Depois de ouvir 'não' várias vezes, dói mais"

Espanhol cutuca consultor da Red Bull, elogia Vettel, mas diz que ninguém é tão rápido quanto Hamilton

Fernando Alonso não deu muita atenção aos comentários do consultor da Red Bull, Helmut Marko, que disse considerar o espanhol excessivamente envolvido no lado político da Fórmula 1. O piloto da Ferrari lembrou que foi procurado no passado pelo mesmo Marko para fazer parte da Red Bull. “Depois de ouvir um ‘não’ várias vezes, sempre dói um pouco mais. Mas as declarações dele geralmente são meio misturadas e não se deve prestar muita atenção.”

Falando em política, Alonso foi questionado pela imprensa italiana se seus constantes elogios a Lewis Hamilton não seriam uma forma de pressionar o rival que lhe bateu nas disputas pelos títulos de 2010 e 2012, Sebastian Vettel. “Para mim, Hamilton é o piloto mais forte. É uma opinião pessoal, não é política ou para fazer alguém pensar qualquer coisa”, salientou o espanhol em coletiva acompanhada pelo TotalRace em Madonna di Campiglio, na Itália. “O adversário mais forte saberemos na Austrália. Meu principal rival para este ano não será eu quem vai escolher. Será aquele que fizer, junto da equipe, a preparação mais forte, quem tiver mais motivação, melhor carro, mais sorte.”

Mesmo considerando Hamilton superior, Alonso afirmou que Vettel merece seus títulos. “Principalmente em 2011, a performance dele foi muito boa. É bem verdade que o carro era muito melhor e que eles faziam dobradinhas constantemente, mas, mesmo quando o carro é bom, é fácil você se distrair. Lembro que houve corridas muito difíceis, com chuva em 2011, e ele não cometeu nenhum erro. Claro que houve momentos nestes três anos em que ele foi melhor que todos e ele merece seus títulos.”

Mas a diferença em relação a Hamilton, para o espanhol, é que o inglês demonstrou por diversas vezes, especialmente em 2009, que consegue andar mais que seu carro. “Cada um tem sua opinião, podem achar que Vettel é o melhor, ou Hamilton, ou eu. Para mim, Hamilton sempre demonstrou andar mais do que o carro permitia e mais do que seus companheiros, ganhou corridas com carros que parecia ser impossível, como o de 2009. Esses pequenos detalhes sempre fizeram com que ele sempre estivesse um pouco acima e, por isso, tenho um pouco de respeito a mais por ele. Outros pilotos nunca fizeram essas demonstrações que Hamilton fez.”

Perguntado pelo TotalRace se imaginaria dividindo uma equipe com Hamilton novamente para uma revanche, após empatar em pontos e perder por número de segundos lugares durante o ano em que foram companheiros na McLaren, Alonso acha difícil que a situação se repita. “Será muito difícil, portanto não espero nada. Tenho muito respeito por ele, assim como por todos meus companheiros. Sei que será difícil voltar a estar com ele em uma equipe, mas tentaremos lutar como rivais, com ele agora na Mercedes, e veremos como as coisas saem.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias