Alonso sobre saída de chefe: "Não acho que ele fazia as peças do carro"

Espanhol elogia trabalho de Domenicali e salienta que a Ferrari precisa focar na melhora do carro

Fernando Alonso não demonstrou estar muito satisfeito com a troca de Stefano Domenicali por Marco Mattiacci no comando da Ferrari. O espanhol considera que o ex-chefe, que pediu demissão na última segunda-feira, fez um bom trabalho e poderia ter vencido três campeonatos – dois com ele em 2010 e 2012 e um com Felipe Massa, em 2008 – mas reconhece que a falta de resultados pesou para sua saída.

“Acho que ele fez boas escolhas. Ele trouxe Pat Fry, James Allison, Raikkonen, então acho que deu às pessoas tudo o que estavam pedindo dele”, opinou. 

Sobre o novo chefe, Alonso pediu tempo para adaptação. Marco Mattiacci era CEO de área de vendas e jamais trabalhou em um cargo da divisão esportiva da Ferrari.

“É muito cedo para dizer se será algo muito bom ou muito ruim. Acho que precisamos nos certificar de que ele tenha toda a estrutura pronta, toda a parte técnica pronta, todo o time o apoiando, para ele se adaptar o quanto antes. Espero que seja uma liderança de sucesso para a equipe e todos estão animados.”

Alonso, contudo, salientou que é o carro que precisa de mudanças. “Estamos aqui para tentar melhorar um pouco a situação, ser um pouco mais competitivos, mais do que nas primeiras corridas. Estamos aqui para nos recuperar. Acho que precisamos ser honestos com nossa situação. Não estamos onde queríamos. Acho que há muito para melhorar, em várias áreas do carro. O campeonato é muito longo e precisamos maximizar o que temos em mãos agora, tentar marcar o máximo de pontos e tomara que sejamos competitivos ao longo do ano.”

Para o espanhol, ao pedir demissão, Stefano Domenicali tomou uma decisão “muito responsável” e provavelmente “não estava querendo continuar com a sensação de levar todo o peso nas costas”. O espanhol elogiou a postura do ex-chefe, com quem diz que “uma relação muito próxima”. “Não acho que vamos melhorar um segundo, porque não acho que era Stefano quem fazia as asas dianteiras ou traseiras, então provavelmente precisamos esperar um pouco e ver o que podemos melhorar.”

Outro que sempre foi próximo de Domenicali, Felipe Massa disse que esperava uma troca no comando da Ferrari após várias mudanças em outros setores – inclusive na sua vaga após oito anos no time.

“Lógico que não é uma surpresa. A gente viu a Ferrari fazendo mudanças no lado técnico, eu saí também. Espero, falando pela amizade que tenho com o Stefano, que ele tenha um grande futuro. É um cara muito trabalhador e acredito que seria importante para muitas empresas, mesmo fora da Fórmula 1. Espero tudo de bom para a Ferrari também. Conheço o Marco Mattiacci e espero que ele consiga fazer um bom trabalho. Veremos.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias