Alonso, terceiro: "Era o que faltava para ganhar confiança"

Animado com comprovação da evolução da Ferrari, espanhol acredita que entra de vez na luta pelo tricampeonato

Alonso fala em vitória, mas não quer arriscar

O terceiro lugar no grid de largada para o GP do Canadá é, para Fernando Alonso, a confirmação de que a Ferrari está definitivamente na luta pelo campeonato. O espanhol se mostrou muito feliz pela tranquilidade com que igualou sua melhor posição de classificação do ano.

“É sempre interessante aqui no Canadá porque os tempos são tão próximos que dois ou três décimos fazem perder oito ou nove posições, então estou contente por passar pelo Q1 sem ter de colocar os supermacios, depois só usando um jogo de pneus no Q2 e na Q3 demos o máximo e repetimos a melhor classificação do ano”, afirmou ao TotalRace. Alonso largou em segundo na Espanha, mas devido à punição de Hamilton. No treino, marcou o terceiro tempo.

Falando em relação ao inglês, pole na primeira prova do ano, na Austrália, o espanhol salientou a evolução da Ferrari nestas sete primeiras etapas.

“Na Austrália que, em teoria, se parece mais com o Canadá, estávamos a 1s6 de Hamilton e agora estamos lutando pela pole. Mais do que o resultado, a boa notícia do final de semana são as melhoras do carro que funcionaram perfeitamente.”

Assim, o atual líder do campeonato acredita que pode finalmente lutar de igual para igual com seus rivais.

“Pode ser mais fácil a partir de agora. Sabemos que o resultado da Malásia foi devido a casualidades. Em Barcelona, Hamilton teve uma punição e foi uma corrida meio estranha. Em Mônaco, sabíamos que iríamos bem porque é um circuito atípico. Mas ter uma confirmação assim em um circuito difícil como do Canadá era o que faltava para ganhar confiança e crer em nós mesmos e nas evoluções que colocamos no carro”, destacou o espanhol.

“Se olhamos para trás e vermos equipes como a Sauber, que também melhorou, e com quem estávamos brigando nas primeiras corridas, isso nos dá mostras da tremenda evolução que o carro teve. Estamos muito contentes, mas esperamos que seja o ponto de partida.”

Alonso não descartou a chance de ganhar sua segunda prova da temporada, mas deixou claro que não pretende arriscar e estaria feliz com um pódio. A última vez que o espanhol esteve fora dos pontos foi justamente no GP do Canadá do ano passado.

“Vai ser uma corrida emocionante, pois está aberta a muitos candidatos. É um circuito em que se pode ultrapassar, no qual a degradação dos pneus é um fator importante devido ao calor que deve fazer amanhã. Está tudo aberto. Gostaria de ganhar a corrida, claro, mas também não gostaria de cometer nenhuma loucura. Se, no final, chegarmos ao pódio, ficarei contente.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias