Análise: Mercado da F1 espera decisão do futuro de Raikkonen

compartilhar
comentários
Análise: Mercado da F1 espera decisão do futuro de Raikkonen
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
Traduzido por: Gabriel Lima
14 de jul de 2015 16:50

Kimi Raikkonen é a chave para o mercado de pilotos da Fórmula 1 em 2016 no momento em que o campeonato entra no período de verão, onde as grandes decisões terão de ser tomadas

Nico Hulkenberg, Sahara Force India F1 VJM08
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB11
Valtteri Bottas, Williams
Valtteri Bottas, Williams no grid
Nico Hulkenberg, Sahara Force India F1 no show pós-corrida
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB11
Valtteri Bottas, Williams F1 Team
Jenson Button, McLaren Honda
Jenson Button, McLaren
Vencedor Stoffel Vandoorne, ART Grand Prix
Stoffel Vandoorne, McLaren MP4-29H Piloto de testes e reserva na chuva forte
Kimi Raikkonen, Ferrari SF15-T
Kimi Raikkonen, Ferrari
Kimi Raikkonen, Ferrari SF15-T

O início difícil do finlandês Kimi Raikkonen na temporada deste deixou seu futuro Ferrari em dúvida, mas o fato de que não há nada definido - exceto a Mercedes – deixa seu lugar como o melhor assento disponível. Isso significa que o resto do grid vai esperar uma definição.

A Ferrari tem uma opção contratual de manter Raikkonen, o que significa que, se decidir que ele é o homem certo para ser o parceiro de Sebastian Vettel novamente, podem simplesmente ativar esta cláusula.

A equipe tem sido discreta sobre qual o prazo para a renovação, mas provavelmente seja até o final de agosto, o que significa que Raikkonen tem apenas mais algumas corridas para conquistar seus chefes.

Se Raikkonen impressionar, então provavelmente deixará o mercado de pilotos estático, com poucas mudanças para 2016.

No entanto, se a Ferrari decidir que precisa de alguém, então tudo pode ter desenvolvimentos fascinantes.

Substitutos de Raikkonen

Embora a Ferrari diga que tenha a mente aberta sobre o futuro de Raikkonen, o Motorsport.com pode afirmar que o time já começou uma busca a possíveis substitutos.

No topo da lista, os candidatos preferidos são Daniel Ricciardo e Valtteri Bottas, embora ambos tenham complicações adicionais.

A velocidade e o valor de marketing de Ricciardo seriam perfeitos para a Ferrari, mas existe a complicação significativa de que ele atualmente esteja sob contrato com a Red Bull até pelo menos 2018.

Fontes com um bom conhecimento da situação dizem que não existem cláusulas de saída que o façam disponível no momento. A única opção da Ferrari seria tentar projetar um acordo com a Red Bull, se o time estiver aberto a perder a sua estrela. Mas isso não seria barato.

O dinheiro é também um problema na negociação com Bottas, já que se entende que a Williams - que tem uma opção de renovar com o finlandês para o próximo ano - deixou claro para a Ferrari que só irá liberá-lo se houver um pagamento de compensação bastante elevado.

O que Williams está exigindo - que pode muito bem ser simplesmente um impedimento - pode ser o suficiente para convencer a Ferrari de que não valha a pena ter Bottas para 2016, podendo esperar mais um ano para tê-lo gratuitamente.

Oportunidade para Hulkenberg

Se a Ferrari decidir que Ricciardo e Bottas não são escolhas realistas, o próximo homem na lista seria Nico Hulkenberg, que é veloz e tem uma cláusula em seu contrato vigente que lhe permite sair se uma equipe como a Ferrari chamá-lo.

Hulkenberg está atualmente em alta. Ele esteve próximo de um contrato com a Ferrari antes, mas Raikkonen foi preferido.

O alemão sabe que precisa dar um passo à frente se quiser se tornar um vencedor na F1, e pode até aceitar um acordo de um ano no qual a Ferrari poderia dar preferência a Bottas para 2017.

A única desvantagem de Hulkenberg é sua nacionalidade, porque isso significaria para a Ferrari ter dois pilotos alemães – algo negativo para o marketing da equipe.

Caso não vá para a Ferrari, então Hulkenberg pode muito bem pensar na nova equipe Haas, que tem laços estreitos com a fabricante italiana. Esta é uma boa opção para chegar mais perto dos líderes.

Button?

As implicações do que a Ferrari pode fazer com Raikkonen se estendem bastante no grid. Se Bottas o substituir, isso deixará uma vaga atraente na Williams aberta.

Companheiro de equipe de Bottas, Felipe Massa pode ainda não ter atualmente um contrato assinado para o próximo ano, mas tem uma opção. E é mais provável que fique, a julgar por sua forma atual.

Se Bottas sair, então qualquer pagamento que a Ferrari fizer irá aumentar os cofres da equipe e garantir que possa ir atrás de um piloto top para substituí-lo.

Uma opção óbvia é Jenson Button, cujo futuro na McLaren não está garantido pelo fracasso do time neste ano até agora.

Button ainda não quer sair da F1, e sua capacidade de vencer corridas e seu valor de mercado seriam perfeitos para Williams. Além de ser uma história brilhante, a de terminar sua carreira no equipamento no qual começou.

Uma mudança na McLaren poderia abrir a porta para que a equipe coloque um de seus jovens promissores - Kevin Magnussen e Stoffel Vandoorne - ao lado de Fernando Alonso.

Jogo de espera

Mas até a Ferrari tomar sua decisão sobre Raikkonen, as peças do quebra-cabeça do mercado de pilotos não começarão a se encaixar.

Todos os olhos estão voltados para o finlandês, com a F1 retornando na Hungria no próximo fim de semana. Parece claro que não é só sua carreira que repousa sobre seus resultados agora.

Próxima Fórmula 1 matéria
Honda quer esclarecimentos sobre regra de quinto motor

Previous article

Honda quer esclarecimentos sobre regra de quinto motor

Next article

FIA está satisfeita com trabalho no autódromo Hermanos Rodriguez

FIA está satisfeita com trabalho no autódromo Hermanos Rodriguez
Load comments