Análise técnica de Giorgio Piola

Análise técnica: os segredos do volante da Mercedes

Aparentemente as quatro vitórias da Mercedes foram simples, mas Giorgio Piola e Matt Somerfield mostram que não foi bem assim

De fato, um carro da F1 atual é um animal difícil de administrar e os dramas técnicos que a Mercedes revelou após GP da Rússia mostraram como as coisas nunca são fáceis na categoria.Basicamente, o que Rosberg e Hamilton tinham que fazer era gerir seus volantes - cujo conjunto de botões, alavancas e interruptores têm mais em comum com o cockpit de um avião de combate.

Esta analogia não termina aí porque todas estas funções de controle são armas em seu arsenal para obter o melhor de seu carro durante a corrida.

Aqui, analisamos em detalhes o volante de Nico Rosberg para entender melhor sua disposição e de como são complicados os sistemas de controle.

Começando na parte superior esquerda, onde encontramos um seletor azul (FINE) em que Rosberg usa para fazer ajustes finos no diferencial.

O botão laranja OT (ultrapassagem) é pressionado quando o piloto quer potência total sem ter que fazer outros ajustes. Isso pode ser usado para atacar e se defender, mas deve ser usado com cuidado, pois ele pode ter um efeito negativo sobre a estratégia de energia naquela volta.

O botão BB (vermelho) é usado para controlar o nível de equilíbrio dos freios, neste caso a reduzindo da tendência dianteira-traseira.

O botão verde N é o neutro ou ponto-morto.

Do lado esquerdo do volante, encontramos um outro azul claro BMIG, no que acreditamos que sirva para Rosberg e os engenheiros como "freio mágico". Isso dá a possibilidade de ajustar as configurações relativas à quantidade de energia a serem armazenadas de modo a não perturbar o equilíbrio do carro.

O botão "+ 10" é usado para navegar rapidamente através de páginas de informação que estão disponíveis na tela LCD.

O botão azul escuro é utilizado para ajustar o diferencial em curvas de alta velocidade.

O botão amarelo "MARK" pode ser usado para colocar um marcador no registro da telemetria. Isto pode servir para uma variedade de razões, mas geralmente é usado quando o piloto vê um problema no carro de volta à garagem, então, seria para a equipe analisar o problema a partir daquele ponto em particular.

O seletor multifunções do lado esquerdo é usado para determinar o modo 'STRAT' ou estratégia sendo executado. Este é um ajuste que decide esquemas de energia, como o fluxo de combustível e implantação do ERS.

O que se encontra no meio do volante lida com uma grande variedade de dados, configurações e sensores. Nela incluem coisas como a escolha atual do composto do pneu, pois isso pode ter um impacto sobre os sensores do carro, dadas as diferentes circunferências dos pneus secos e molhados.

O seletor do lado direito conhecido como HPP trata exclusivamente dos mapas do motor e pode ser usado para alterar uma série de detalhes, tais como a mistura de combustível e ignição.

O botão PC/R é utilizado para confirmar um pedido do pitwall sem a necessidade de fazê-lo verbalmente. Isso pode ser importante para o piloto, porque requer uma quantidade considerável de destreza mental, sem precisar falar com esse pessoal a cada decisão.

O botão amarelo 'limitador' é usado para manter o limite de velocidade dentro do pitlane.

O botão seletor vermelho é utilizado para ajustar o diferencial na entrada da curva.

O botão "+1" é usado para navegar rapidamente pelas páginas de informação que estão disponíveis na tela de LCD.

O botão giratório verde marcado como 'EB' ajusta o equilíbrio de freio.

O botão cinza 'Radio' permite que o piloto se comunique com o computador através do rádio.

O botão BB+ faz mudanças no equilíbrio dos freios.

O botão DRS ativa o movimento do spoiler traseiro quando se está a menos de um segundo atrás de outro piloto.

O seletor verde horizontal é ativado com o polegar para ser usado no refinamento dos efeitos do diferencial no meio da curva.

Rosberg's steering wheel, detailed view

Rosberg volante, vista detalhada

Foto: Giorgio Piola

Você pode ter notado que no volante de Rosberg há vários adesivos que são usados ​​como referências para o piloto lembrar dos procedimentos do sistema, como preparar o carro para a largada ou fazer um pitstop.

Assim, o adesivo do lado esquerdo (um retângulo branco) é um lembrete sobre o procedimento a ser realizado antes de um pitstop. TYRE + FLAP é relacionado com o seletor multifuncional central e direito com as suas seleções transmitidas para o computador, enquanto STRAT 6 deve ser selecionado para reduzir a quantidade de energia, seja elétrica ou o consumo de combustível que será usado pelo carro no pitlane.

"SETTINGS?" é simplesmente um lembrete de que quaisquer definições adicionais devem ser feitas por último.

A etiqueta acima do volante multifunções é um lembrete dos modos STRAT (estratégia), com o modo 6 - utilizado para economizar combustível em condições mais lentas, como a passagem pelo pitlane ou atrás de um Safety Car, enquanto 3 e 4 são para a corrida e classificação.

O adesivo que está à direita é um lembrete do processo do início da corrida e é predominantemente relacionado com o condicionamento do freio e embreagem para otimizar a largada.

Mercedes AMG F1 W07 steering wheel

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Análise
Topic Análise técnica de Giorgio Piola