Andando atrás, Maldonado quer chuva e sol no domingo

Venezuelano acredita que Williams pode melhorar para a classificação, mas torce por corrida caótica Interlagos

Mesmo após terminar a sexta-feira de treinos livres para o GP do Brasil na 17ª colocação, Pastor Maldonado se diz confiante para a corrida. O venezuelano afirma que se sente confortável para correr tanto, no seco, quanto no molhado.

“Perdemos um pouco de performance em relação à manhã, mas acho que estaremos bem na corrida. Na simulação de classificação, fomos lentos e temos de trabalhar nisso, mas veremos amanhã.”

A preocupação do venezuelano é não perder muito terreno na classificação para facilitar sua vida no domingo. “Chegar ao Q3 será a prioridade para nós e, a partir daí, será tudo mais fácil. Não seria nada mal nos despedir da temporada nos pontos.”

Maldonado revelou que a Williams segue testando peças para o carro do ano que vem, uma vez que não haverá grandes alterações no regulamento.

“Aproveitamos ao máximo todos os treinos livres, inclusive neste primeiro treino livre o Bottas treinou novamente o escapamento Coanda. Não parece ser ruim, mas é uma peça que ainda precisa ser mais bem avaliada. Vamos desenvolvendo um pouco o carro de 2013.”

Após testar os pneus experimentais que a Pirelli prepara para o ano que vem, Maldonado não viu muita diferença com os de 2012. “Os pneus são muito similares ou um pouco mais rápidos, mas nada de novo. Nem em relação ao graining, nada.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Pilotos Pastor Maldonado
Tipo de artigo Últimas notícias