Ao contrário do ano passado, Valência terá uma zona de DRS

Em 2011, na primeira oportunidade em que asa foi usada, foram registradas 42 ultrapassagens, quase o triplo das 15 de 2010

A exemplo do que ocorreu no Circuito Gilles Villeneuve, no Canadá, a FIA optou por retirar uma das zonas de ativação da DRS utilizadas ano passado no GP da Europa, em Valência. A única área em que o dispositivo poderá ser usado será entre as curvas 11 e 12.

Em 2011, a primeira zona começava 285m depois da curva 10, e a segunda, 35m depois da 13. Porém, por ser uma área muito curta até a próxima freada, tornou-se pouco efetiva.

Mesmo assim, o pacote de mudanças que a categoria adotou ano passado, com os pneus menos duráveis da Pirelli, o Kers e a própria DRS, deu mais emoção para a prova espanhola. Na estreia do circuito no calendário, em 2008, ocorreram quatro manobras, de acordo com o “Clip the Apex”. No ano seguinte, nenhuma, e, em 2010, foram 15. Porém, no primeiro ano das mudanças, foram registradas mais que o dobro da soma dos anos anteriores, 42. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Europa
Tipo de artigo Últimas notícias