Ao lado de Vettel no grid, Alonso torce para que não chova

Espanhol acredita que Ferrari só consegue lutar de igual para igual com Red Bull e Hamilton no seco

Alonso larga em quarto no GP da Alemanha

Quarto colocado no grid para o GP da Alemanha, Fernando Alonso não esconde que torce para um corrida no seco. O piloto da Ferrari acredita que o menor consumo de pneus do seu 150º Italia pode ser decisivo na prova, uma vez que espera que as Red Bull e a McLaren de Hamilton, que largam à sua frente, tenham ritmo de corrida semelhante ao seu.

“Se não chove, é verdade que aquecemos nossos pneus mais lentamente, mas também temos menos degradação e, aos poucos, vamos tirando a diferença. No seco, creio que a corrida será mais igual, com 25% de chance para cada um dos quatro primeiros.”

Alonso não culpou a dificuldade em aquecer pneus pela diferença em relação ao pole Mark Webber.

“Não sabemos o motivo pelo qual vamos melhor em temperaturas mais altas. Esses quatro décimos também são por causa das características do circuito e das melhoras que cada um trouxe. Nós temos uma pequena melhora na parte traseira e uma pequena alteração na asa dianteira. A McLaren tem praticamente um carro novo aqui, assim como ocorreu conosco em Silverstone.”

O espanhol explicou que prefere que a chuva não apareça pelo histórico das corridas no molhado até agora, desfavorável à Ferrari.

“Prefiro uma corrida no seco, sem dúvida. Se chover, não é que esteja especialmente preocupado, mas é verdade que, na chuva, nossos concorrentes têm ido melhor.”

Perguntado se estaria chateado com a quarta colocação, Alonso afirmou que estava muito satisfeito com sua volta e que esperava a diferença em relação aos Red Bull – e aproveitou para destacar a diferença em relação a Felipe Massa, do qual larga na frente pela 16ª corrida em sequência.

“Quem está chateado são vocês. Estou só respondendo às mesmas perguntas desde que saí do carro: 'o que aconteceu?' e tal. Estamos na mesma diferença que tínhamos ontem, meio segundo à frente do companheiro outra vez. Estou tão contente com minha classificação que nem sei como expressar.”

O bicampeão ainda aproveitou para dar uma cutucada na relação interna da Red Bull. O espanhol afirmou que não é nenhuma novidade ver Webber à frente de Sebastian Vettel.

“Vamos ver como Vettel se sairá amanhã. Certamente, ele fez uma primeira metade de campeonato excepcional, sem cometer quase nenhum erro e aproveitando todas as oportunidades. Se falava mais de Vettel do que de Webber, mas foram várias vezes em que era mais rápido e, quando chegava na hora H, de repente o Kers não funcionava ou tínhamos problemas com uma roda ou um pitstop. A partir do momento em que tudo passou a correr bem, a disputa passou a ficar dividida, como era normal o ano passado e o anterior. É como se Webber tivesse esquecido como pilotar, mas é que, por alguma razão, as coisas nunca davam certo para ele, enquanto tudo funcionava para Vettel. Agora está mais nivelado.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias