Apesar da recuperação, Vettel lamenta não ter ido ao pódio

Alemão, que foi quinto após largar em 11º, acredita que forte rendimento da Mercedes tem a ver com características da pista

Vettel chegou a andar em segundo nas últimas voltas

Sebastian Vettel fez uma prova de recuperação após passar na linha de chegada na primeira volta em 15º, mas acabou o GP da China com a sensação de que poderia ter chegado no pódio. O alemão chegou a andar em segundo, mas foi ultrapassado por Button, Hamilton e Webber, que tinham estratégia diferente, nas voltas finais.

“É uma pena. Acho que estávamos bastante perto do pódio a algumas voltas do final, mas não tinha mais pneu e era óbvio que os que vinham atrás iam pressionar bastante. Éramos lentos demais nas retas e tentei forçar passagem para cima de Kimi, o que funcionou, mas depois disso esperava que ele segurasse os outros e infelizmente todos o passaram rapidamente”, afirmou o bicampeão ao TotalRace.

O piloto da Red Bull, no entanto, destacou sua boa performance, após largar em 11º, sua pior posição de largada desde o GP do Brasil de 2009. “Foi uma grande recuperação depois de uma largada e uma primeira volta ruins. Estava em 15º na primeira volta, então podemos ficar muito felizes com o resultado.”

Vettel disse não ter se surpreendido com o ritmo de corrida da Mercedes. Para o alemão, isso se deve às características particulares da pista chinesa.

“Acho que o resultado foi muito diferente aqui em relação às duas primeiras corridas. Acho que isso de deveu ao fato que aqui se sofre com a saída de frente, enquanto que nos outros circuitos são os pneus de trás que sofrem. Acho que foi por isso que eles estavam tão rápidos, além do duto que não sei como chama da Mercedes.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias