Apesar de distância para Mercedes, Ferrari segue positiva

Para equipe italiana, foco é continuar desenvolvendo tanto unidade de potência quanto carro; Arrivabene está satisfeito com desempenho em Monza, mesmo com deslize de Räikkönen na largada

Mesmo com o uso de mais três tokens de desenvolvimento para entregar uma unidade de potência melhorada para Sebastian Vettel e Kimi Räikkönen, a Ferrari ficou distante da Mercedes de Lewis Hamilton no GP da Itália.

Apesar do bom sinal na classificação, quando o finlandês conseguiu o segundo lugar e o alemão ficou logo atrás, a corrida foi dominada pelo britânico, que também recebeu um motor atualizado da fabricante germânica.

Com isso, Hamilton terminou a prova com mais de 25 segundos de vantagem sobre Vettel – apesar de boa parte dessa distância tenha sido construída após o piloto da Mercedes ter sido orientado a acelerar para abrir o máximo possível, pois a equipe temia ser punida pelo incidente com a pressão mínima dos pneus, o que acabou não acontecendo.

Falando sobre o motor, Maurizio Arrivabene, chefe da Ferrari, disse: "Eu sempre frisei que nosso desenvolvimento, tanto em relação ao carro quanto ao motor, deveria ser gradual. Usamos alguns tokens aqui e ficamos satisfeitos com o desempenho do motor, mas também temos que trabalhar na confiabilidade daqui até o final da temporada”.

Os italianos ainda têm quatro tokens para ser utilizados. Arrivabene ressaltou que a utilização das fichas deve ser uma decisão bem pensada e que o carro continua a ser desenvolvido.

"Temos alguns tokens restando e a utilização deles deve ser feita da maneira mais eficiente possível. Ainda estamos trabalhando no desenvolvimento deste carro, não vamos desistir. O carro não é só motor, é o todo”, afirmou.

Sentimentos mistos

Embora as chances da Ferrari pressionar Hamilton na primeira curva tenham ido por água abaixo com a largada ruim do finlandês, Arrivabene disse que há pontos positivos no final de semana em Monza, tanto com Räikkönen quanto com Vettel.

"Kimi tinha feito uma grande classificação e ficamos muito satisfeitos. Na largada, no entanto, ele acabou se atrapalhando, ainda precisamos verificar o que aconteceu. Mas durante a corrida ele fez muitas ultrapassagens, foi uma exibição muito boa de ver”, disse.

"Quanto ao segundo lugar de Seb, foi um resultado incrível para nós, ainda que estivéssemos esperando uma boa largada de ambos para brigar por algo ainda melhor. De qualquer forma, estamos felizes”, concluiu o dirigente.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pista Monza
Equipes Ferrari
Tipo de artigo Últimas notícias