Após ausência em GP, Massa diz: “Estou pronto para voltar”

Brasileiro diz que se sentiu tonto “dentro e fora do carro” na Hungria e volta a expressar desejo em permanecer na F1 por mais uma temporada

Depois de ficar de fora do GP da Hungria após sentir um mal-estar, Felipe Massa garantiu que está 100% recuperado para voltar às atividades habituais neste fim de semana, na disputa do GP da Bélgica de 2017.

Na mais recente prova realizada, Massa passou mal durante os treinos e acabou vetado, o que representou a primeira corrida desde 1982 sem um brasileiro no grid. Contudo, após algumas semanas, Massa fez questão de garantir que o problema já ficou para trás.

“Sim, me sinto bem e me sinto pronto para voltar ao carro. Me senti tonto naquele final de semana e foi muito estranho. Me tirou de uma corrida, mas me sinto bem para a segunda parte da temporada”, disse, em entrevista coletiva acompanhada de perto pelo Motorsport.com Brasil.

“Eu estava sentindo tonturas não só no carro, mas também deitado. Isso aconteceu em um final de semana de corrida... As forças G no carro também me faziam sentir pior. Parei e vi que não estava apto para guiar. E decidi com os médicos lá que não estava bem para a corrida”, detalhou.

Massa contou o que fez a seguir: “Fui para Mônaco no sábado à tarde e assistimos à corrida em casa. Foi um pouco estranho para ser honesto, mas também interessante de ver a corrida de fora, para ver as estratégias e como seriam quando todos decidissem parar. Sim, eu preferia estar no carro, mas me sinto bem e pronto para voltar ao carro neste final de semana.”

Aberto a continuar na F1 em 2018

Massa também deixou claro que, caso tenha a oportunidade ideal, está favorável à ideia de permanecer por mais um ano na F1. O brasileiro cumpre contrato de uma temporada com a Williams, assinado no início do ano após ter desistido às pressas da aposentadoria.

“Estou feliz da maneira que estou guiando o carro nesta primeira parte do ano. Obviamente, tivemos alguns azares em algumas corridas, mas estou muito feliz com a maneira que estou guiando o carro e não vejo por que não continuar. Se tiver a oportunidade de continuar onde vejo que mereço, posso ficar outra temporada. Se não, não. Vamos ver, estou bem relaxado de qualquer jeito. Vamos ver o que acontecerá”, comentou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Pista Spa-Francorchamps
Tipo de artigo Últimas notícias