Após batida, Sutil diz que Maldonado "está em outro planeta"

Alemão culpa venezuelano por acidente que o tirou da corrida na primeira volta: "Seria bom para ele desistir às vezes"

O alemão Adrian Sutil ficou na bronca com Pastor Maldonado após o toque que tirou o piloto da Force India do GP dos Estados Unidos logo nos primeiros metros de prova. O contato do pneu traseiro do carro de Sutil com a asa dianteira de Maldonado em plena reta fez o alemão bater fortemente no muro e trouxe o Safety Car para a pista.

Mas Sutil, que garantiu não ter mexido seu volante na reta, disse que atitudes como esta de Maldonado não o surpreendem.

“Quando você se aproxima dele, ele freia 50m depois de qualquer um e às vezes vai além do limite. É mais perigoso disputar com certos pilotos. Claro que muitos tiveram incidentes com ele. Acho que seria bom para ele desistir às vezes. Chega em um ponto em que pode ser perigoso”, criticou o alemão, que não vê motivo para conversar com o venezuelano.

“Não vejo por que conversar. Tentei várias vezes, mas ele está em um planeta diferente. No incidente de Spa, ele foi direto em cima de Paul [Di Resta] e disse que foi nossa culpa. Para mim, acabou”, disse, relembrando incidente em que também esteve envolvido na última chicane do circuito belga durante o GP deste ano.

Sobre a batida dos Estados Unidos, Sutil disse não ter entendido por que Maldonado invadiu seu espaço. “Em uma grande reta, com muito espaço na direita e na esquerda, por algum motivo fui tocado no pneu traseiro e perdi o carro. Foi chocante. Você não acreditaria em algo assim, mas aconteceu. Não havia motivo para estar tão próximo. Estava na minha linha e não fiz nada de diferente”, narrou.

“O que aconteceu poderia ter terminado de forma diferente. Foi a cerca de 300km/h, tocando no pneu traseiro. Eu poderia ter rodado. Ainda havia cinco ou seis atrás. Queremos sair vivos destes carros. Você precisa pensar um pouco às vezes.”

Para Maldonado, a culpa foi de Sutil, que não manteve sua linha. “Foi muito estranho. Não esperava tocar com ele. Estávamos lado a lado e estava perdendo um pouco de terreno. Então ou ele não me viu ou achou que estava na frente. Não tenho nada contra ele e é muito difícil ver quando carros estão lado a lado. Aconteceu comigo no passado, não é importante.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP dos EUA
Pilotos Pastor Maldonado , Adrian Sutil
Tipo de artigo Últimas notícias