Após erro, FIA pode introduzir bandeirada automática

compartilhar
comentários
Após erro, FIA pode introduzir bandeirada automática
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
14 de jun de 2018 14:20

Diretor de provas da Fórmula 1 pensa em soluções para que confusão ocorrida no Canadá não se repita mais

Winnie Harlow, waves the chequered flag
Winnie Harlow, and chequered flag
Race winner Sebastian Vettel, Ferrari SF71H takes the chequered flag
Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 W09 takes the chequered flag waved by Winnnie Harlow (CDN)
Charlie Whiting, Race Director, FIA, and Matteo Bonciani, FIA Media Delegate, brief reporters, including Adam Cooper during a press conference

Charlie Whiting, diretor de provas da F1, sugeriu que um sistema automatizado de bandeira quadriculada possa ser introduzido no futuro, após a polêmica do GP do Canadá.

Whiting disse que agora ele considera ter um sinal oficial para o final da corrida mostrado nas placas de luz acima da linha de chegada, o que anularia quaisquer problemas com a bandeira quadriculada.

"Acho que precisamos pensar em ter um final de corrida melhor", disse Whiting.

"A bandeira quadriculada é tradicional, mas é algo que, como vimos, é propenso a erros. Você poderia - e seria bastante simples para nós - fazer o nosso grande painel mostrar uma bandeira quadriculada no momento apropriado.”

"Mas se você for fazer isso automaticamente, então você tem que pensar exatamente quando você vai fazer, quando você vai ativar isso. Não é completamente simples, isso precisa ser pensado.”

"Precisamos tentar chegar à situação em que os pilotos só olham para a bandeira quadriculada no painel de luz. Se eles não perceberem isso, a corrida não terá terminado.”

"Se precisamos ir até o fim para corrigir uma situação que acontece a cada 10 anos, é discutível. Mas é algo que eu certamente estarei observando."

Whiting disse que não tem planos de impedir que a organização da Fórmula 1 convide VIPs para agitar a bandeirada.

"A celebridade não era a culpada, eu não acho que isso é algo que precisamos considerar no momento.”

"Podemos analisar outras coisas, como a quantidade de pessoas que chegam lá às vezes. Isso pode ser um pouco difícil.”

"É a mesma coisa na largada. Você geralmente consegue as pessoas no começo, e elas tendem a trazer amigos com elas. Fica bastante gente lá em cima."

Próxima Fórmula 1 matéria

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Adam Cooper
Tipo de matéria Últimas notícias